love tales

o teu amor fez-me arder.

25 Maio, 2020

Dizia “não” pra todos em meu redor, só para te dizer “sim”. Desiludia quem mais me queria bem, só para te poder agradar.

Por instantes pensei que conseguiria levar toda uma vida para te fazer olhar para mim, do jeito que eu mais queria. Acontece que quanto mais fazia, menos importância tinha, mais infantil parecia.

Julgava-te ser alguém diferente de todos os outros, julgava que desta vez, no meu caso, seria diferente, só que o teu amor fez-me arder. Ardi, por tanto tempo, lidando com o resto que ficava, com o pouco de mim que sobrevivia a esse fogo intenso que era ter-te comigo. Viste-me arder e nem por um segundo, te preocupaste ou tentaste impedir. Incendiaste-me ainda mais, mostrando-me o quanto o teu amor era inflamável, tóxico.

Quando foste embora, metade de mim, já estava consumida pelo fogo, metade de mim estava destruída em cinzas. Ceguei, queimei, ardi, despedacei. E nem por um minuto pensei que estava tudo errado, porque por baixo de céus nublados e de chuva, eras o meu ponto luminoso, a vontade de acordar, de me embelezar, de querer mostrar-te o quanto podia ser, quando nada era de verdade, para ti. Eu própria, não era a mesma, quando tentava ser a miúda que ambicionavas. Era apenas uma simples mentira.

Esqueci-me tantas vezes do quanto o fogo é perigoso, perto de ti, que intoxicavas o ar em teu redor e em consequência a minha própria alma. Ardi e hoje as cicatrizes moram em mim, na minha alma e na minha pele. Nada de ti restou, após os últimos estilhaços.

Mesmo depois de tudo, julguei que comigo seria diferente, que comigo poderias ser diferente. O teu amor cegou-me, mas nada foi real. Foi tudo apenas uma mentira e o único ileso foste tu, alguém que queima e gosta de ver o fogo deixar em cinzas, o que um dia foi florido e colorido. Tu és a destruição. A minha destruição. Deixaste-me puramente arder.

Share Button
  • Avatar
    Reply
    Mary
    25 Maio, 2020 at 13:18

    Há pessoas que parece que entram realmente na nossa vida para nos consumirem e fazerem esquecer de nós mesmas. E, por mais que no fundo a gente saiba isso, deixamos andar, porque temos sempre a esperança que um dia tudo melhore. Porém, sabemos que não é assim e chega um dia em que percebemos que aquilo não é o nosso porto seguro e não é amor, porque quem ama não é tóxico. Por muito que te doa agora, acho que tu já concluíste isso e tens de ser muito forte e corajosa. O que não nos faz andar em frente não é bom para nós, tenho a certeza que te vais curar ?
    Um beijinho grande!

    • Carolina
      Reply
      Carolina
      25 Maio, 2020 at 13:32

      Totalmente. Mesmo sentindo o quanto nos magoam, deixamos sempre que fiquem. Obrigada! Apesar de o texto não ser inspirado em mim ou na minha vida pessoal, há momentos em que me sinto exatamente da mesma forma. Beijinhos ?

  • Avatar
    Reply
    Andreia Morais
    25 Maio, 2020 at 14:40

    Há pessoas que conseguem mesmo retirar-nos toda a nossa força e, até, amor próprio. Requerem tanto da nossa atenção, que acabamos por perder o norte do que é, realmente, importante. Mas vamos perdoando e permitindo, porque acreditamos que não é por mal. Só quando a vida nos vira do avesso é que compreendemos o quanto isso nos desgasta

    • Carolina
      Reply
      Carolina
      29 Maio, 2020 at 23:56

      Desgasta, magoa e transforma. Nos transforma em algo tão mau e tão diferente do que queríamos ser. Há que ter cuidado.

Deixa o teu comentário