love tales

O dia do amor

13 Fevereiro, 2020

Fevereiro tem sempre um aroma diferente e adocicado no ar. É para muitos o mês do amor. Para mim, todos os meses são meses do amor, de saber amar e de saber ser amada/o.

Há cada vez mais a necessidade de dar a entender que dar flores no dia dos namorados, não apaga a falta de respeito constante. O amor não apaga o ódio, nem a falta de respeito. Não apaga os gritos e as discussões que terminam em ataques físicos.

De dia para dia, vamos romantizando os relacionamentos. Achamos que todos os relacionamentos têm defeitos e que estamos errados/as muitas das vezes, quando estamos certas/os. De nada nos serve pedidos de desculpa, quando no momento seguinte, a mesma cena se repete. Se isso é constante, não é um relacionamento saudável. E vamos empurrando isso, porque quem não namora é solitário ou porque é isto ou aquilo.

Ligamos demasiado ao que os outros pensam de nós e vamos nos mantendo numa relação abusiva, só para não sermos julgados. O amor não envolve faltas de respeito, gritos, obrigações ou proibições. O amor tem de ser livre. Livre para ficar, livre para partir. Livre para fazer o que quiser. O amor precisa de confiança para sustentá-lo, precisa de respeito e de amizade, sobretudo.

Quando desistes de alguém que te magoa estás a dar uma oportunidade a ti de ser feliz e a essa pessoa de aprender uma lição importante.” — Raul Minh’Alma.

Cada vez mais, vemos pessoas que não sabem o que é um relacionamento ou o que é verdadeiramente amar. Os sentimentos deixaram de valer o que valiam. Já não são respeitados, nem importam para alguma coisa. As pessoas passaram a fazer parte de peças de joelharia, em pulseiras baratas. Quantas mais vamos coleccionando, mais significam que rimos e brincamos com as pessoas. E não o contrário.

Progressivamente, quem sofre mais é quem ama de verdade. É quem ainda acredita em finais felizes e em felicidade genuína. Quem ainda cultiva o amor e o recebe, que agradeça as flores no dia dos namorados, mas sobretudo, que agradeça por todos os dias de amor que já receberam. Agradeçam por poderem amar verdadeiramente.

Amanhã é o dia do amor e entristece-me saber que hoje, muitos casais estão discutindo e se ameaçando, que alguém está sofrendo, quando amanhã uma flor irá curar tudo. As flores não curam as feridas ou as cicatrizes feitas no corpo ou na alma de alguém.

Ninguém tem de mendigar por amor ou atenção. Quando temos de nos esforçar sempre e somos os únicos que o fazemos, então isso não é, de todo, um relacionamento. É remar sozinha/o num rumo que não se irá alterar e ficar presa/o nesse lugar, sem poder escolher outra direção. Onde não puderes amar, não te demores”. Mas, onde não és feliz, também não podes demorar ou ficar. Tens de seguir, ainda que doa. O amor dói, mas não dói sempre. E frequentemente, sentimos dor por nossa única culpa: porque não soubemos partir. Partir é, muitas vezes, o maior ato de amor pelo outro e por nós.

Coragem. Sejam amor. Dêem amor. Genuíno. Puro. De boa vontade. Aproveitem.

Share Button
  • Avatar
    Reply
    Andreia Morais
    13 Fevereiro, 2020 at 18:41

    O amor, quando é realmente amor, não magoa. No sentido em que as pessoas não faltam ao respeito, nem ferem com intenção. Claro que há sempre circunstâncias que nos deixam tristes, mas resolve-se. Porque, lá está, os sentimentos não são de fachada.

    • Carolina
      Reply
      Carolina
      14 Fevereiro, 2020 at 9:07

      Ora aí está. É pena que a maioria das pessoas não pense de igual modo. Super concordo.

  • Avatar
    Reply
    Ângela
    14 Fevereiro, 2020 at 12:50

    Disseste tudo neste texto.
    Quando há dor, seja ela de que forma for, não é amor.

    R:Quanto a mim também demorei a entrar na magia do mundo de HP em criança via e como não os tinha visto seguidos não percebia bem. Quando os li em jovem e revi os filmes percebi toda a magia envolvida nos livros. Este último livro que li acerca de HP fez-me ter uma visão mais adulta acerca de todo este mundo (:

    http://arrblogs.blogspot.com/

    • Carolina
      Reply
      Carolina
      19 Fevereiro, 2020 at 8:29

      Já tentei por diversas vezes, mas nunca fico muito interessada.

  • Reply
    14 de fevereiro - by Carolina
    17 Fevereiro, 2020 at 16:28

    […] de fevereiro não é apenas o Dia dos Namorados. É sim, mais um dia de celebrar o amor, o afeto entre  pessoas. Não é um dia que resume todos os outros. É um dia de continuação de […]

  • Reply
    Oh, February! - by Carolina
    9 Março, 2020 at 16:10

    […] mês do amor, de me sentir em casa, de poder desfrutar de um bom tempo de pausa devido ao Carnaval. Apesar de […]

Deixa o teu comentário