desafios

Num segundo.

11 Julho, 2020

O tempo passa depressa, sem que possamos dar conta de quantos dias nos faltam ou de quantos já vivemos. A cada segundo somos confrontados com sensações, problemas e sentimentos diferentes.

Num segundo todas as certezas que temos viram coisa nenhuma. A vida fica do avesso e não sabemos se queremos ir em frente ou voltar para trás. Há quem viva preso nos segundos do passado, com medo do futuro que lhes espera, impacientemente, à distância de um mero passo. De um segundo para o outro, tudo se transforma, desgasta, inflama. Ou se torna tudo ou se torna nada. Vivemos em passo apressado, tentando manter o mesmo compasso. Fechamos os olhos e só ouvimos os ponteiros marcar outro segundo, minuto, hora e dia. Os segundos se tornam dias em que adiamos o que mais queremos ter por perto, por medo do que aconteça.

São necessários vários segundos para florescer e apenas um para sermos completamente destruídos. Há um mar de sensações que tentamos não sentir, mas de tempo em tempo, aprendemos que cada segundo conta, e no próximo podemos nem conseguir dizer o que queremos dizer e tudo ficará por dizer. Não deixemos que os segundos adiados nos roubem a vida inteira. Deixemos as ilusões e passemos a aproveitar cada instante, porque o tempo, ah, esse corre veloz e amanhã pode ser tarde demais para tudo o que deixamos por fazer/dizer hoje.

[Publicação inserida no Projeto 642]

Share Button
  • Avatar
    Reply
    Andreia Morais
    11 Julho, 2020 at 18:48

    Fico mesmo feliz por teres aderido ao projeto *-*

    A complexidade do tempo é mesmo impressionante. E não deixa de me impressionar. Há tanto que muda num segundo

    • Carolina
      Reply
      Carolina
      13 Julho, 2020 at 11:31

      Sim, fez-me todo o sentido e adorei os temas.

      Mesmo! Há infinidades de coisas que podem acontecer num instante tão pequeno.

Deixa o teu comentário