livros

Milagre

13 Julho, 2020

Milagre é uma narrativa cheia de magia, amor e rancores do passado. Faz-nos ter a certeza de que uma pessoa pode marcar-nos para a vida toda. Completamente desconhecidos, com famílias distintas mas igualmente desunidas, encontram-se inesperadamente numa vinha e tornam-se cuidadores um do outro. O romance começou em cima de uma bagagem que estava feita para partir, brevemente. Deixando a única certeza de uma vida feliz para trás, separam-se com a certeza de que um dia, encontrariam-se novamente.

“Saiu do quarto, fechou a porta e ficou um instante ali parado, de olhos fechados. Afastar-se de Amy era a coisa mais difícil que alguma vez tivera de fazer. Em comparação com isso, admitir que a amava parecia fácil.”

As certezas e a motivação deixada, fizeram com que por muito tempo, a protagonista principal quisesse muito impressionar o homem que lhe mudara a rota do seu destino, e que sobretudo, se orgulhasse dela. Com um romance detestado por tantos, a personagem principal desvia-se irrevogavelmente da esperança de poderem ficar juntos e parte em busca do seu mais recente sonho: a comédia.

A estrada que a levou por seguir o seu sonho, rapidamente se tornou escura e cada vez mais longe, do seu objetivo. Somos alertados quanto às substâncias estupefacientes, ao alcoolismo e à violência. Deparamo-nos também com a deterioração de uma pessoa, que se anula simultaneamente, por querer colocar todos à sua volta, em primeiro lugar, tentando cuidar de todos, ao mesmo tempo.

Por outro lado, temos o outro protagonista lutando contra os seus próprios sentimentos e demónios, tentando salvar a vida de um bebé com o órgão da sua própria filha, recém-nascida, que tem más formações, deixando-o em pedaços, mais uma vez.

“O primeiro corte, o peito frágil a abrir-se a cada movimento da tesoura e o trabalho, mais delicado, de cortar a membrana que rodeava o coração não o afetaram. Só quando viu o que restava da vida da filha: dar um último batimento, tão leve e, ao mesmo tempo, tão determinado, é que quase chorou.”

Só que a intensidade do que fora vivido, ainda é nítido e claro na mente de ambos. O protagonista volta, em busca da única pessoa que o afastou dos seus demónios, uma vez, na esperança de voltar a tê-la nos seus braços e finalmente não ter medo de amar. Rapidamente, esse sonho se complica, com a chegada de uma gravidez indesejada.

A luta intensa que os personagens têm devido à escuridão que um traz consigo e à falta de esperança de que conseguirá amar uma criança e que esta nascerá saudável, sem que a maldição que o cerca interfira, irá pôr em causa toda a reconciliação.

“Sebastien pousou-a ao lado do irmão, em cima da barriga de Amy e inclinou a cabeça entre ambos. Amy acariciou-lhe o rosto com ternura enquanto Sebastien chorava. Sentia-se finalmente completo e o fardo desaparecera. Ela compreendia. Ali não havia qualquer erro, absolutamente nenhum.”

Milagre é um desenrolar de emoções e mistérios, do início ao fim, transbordando assuntos da sociedade atual e de uma infância marcada pela desgraça e desamor. Em contrapartida, tem uma magia maravilhosa que nos envolve por completo.

Share Button
  • Avatar
    Reply
    Andreia Morais
    13 Julho, 2020 at 17:33

    Só li um livro da autora, mas deixaste-me bastante curiosa com este. Acho que era capaz de gostar 🙂

    • Carolina
      Reply
      Carolina
      15 Julho, 2020 at 8:34

      Já estou a ler o segundo da mesma autora e até então tenho adorado. Milagre, por sua vez, foi uma leitura muito boa. Acho que gostarias sem dúvida.

Deixa o teu comentário