desafios

Esperar.

8 Agosto, 2020

A nossa vida é feita de poupanças, pensamos sempre que surgirá um momento melhor, que valerá a pena viver, que as coisas mudarão. Amanhã, esperamos sempre por um amanhã que pode nem chegar.

Esperar. Como uma simples palavra pode demorar tanto, preencher um vazio inexplicável, ter todo o tempo guardado em si, nas suas sete simples letras. Esperar demora uma eternidade. Uma eternidade impossível de ser mantida, por mais que se tente. Uma incógnita demorada, que nos devora incessantemente, até mais nada testar de uma possível esperança. A espera pode ter as suas vertentes distintas: doce e amarga.

Doce como a espera de algo especial e amarga como a espera de um fim ou desfecho terrível. Ambas, mudam por completo, o rumo de uma vida. Transformam-se em paisagens difíceis de abandonar, sem sabermos a que distância pode estar o nosso destino — se é que o mesmo existe em algum lugar.

Esperamos constantemente, pelos dias melhores, deixando passar todos os outros, sem lhes darmos valor. Damos continuidade à espera de algo que nem sempre chega. De uma maneira ou de outra, podemos sempre decepcionar-nos, ao fim de tanto tempo num profundo vazio de não saber o futuro e o que haveremos de ser, um dia.

O amanhã demora. A vida passa depressa e as demoras tornam-se em meros segundos e oportunidades que deixamos passar. Esperar faz-nos abandonar o presente, ignorar as oportunidades e outros destinos, faz-nos ser automáticos, seguindo o mesmo fio condutor, sem desviar o olhar do que nos chama. Deixamos de aproveitar a vista, enquanto andamos, no corredor da espera por algo que queremos.

Nem sempre, o dia melhor vai chegar. Temos tantos dias bons, até chegarmos aos que mais desejamos, só não lhes atribuímos as mesmas expectativas e o mesmo valor.

Esperar, tira muitas vezes, a beleza que uma estrada tem. Aproveitar hoje, as oportunidades que a vida nos oferece, será sempre uma boa opção. Só temos de saber aproveita-la sem esperar nada em troca.

Quem vive numa espera permanente, segue em suspenso, por toda a sua vida. Os comboios passam, não podemos ficar em busca do mais perfeito, sendo que qualquer destino poderá fazer-nos felizes. Basta-nos arriscar…

[Publicação inserida no Projeto 642]

Share Button
  • Avatar
    Reply
    Andreia Morais
    8 Agosto, 2020 at 22:44

    Parece que há momentos em que passamos a vida a esperar. Por um lado, faz parte, por outro, temos de contrariar, caso contrário, não avançamos. Assim, é tudo um processo e, à medida que damos um passos, compreendemos melhor como jogar este jogo

    • Carolina
      Reply
      Carolina
      13 Agosto, 2020 at 20:56

      Claro que sim. Só não podemos esperar para sempre. Precisamos agir mais e esperar menos (principalmente, das pessoas que nos rodeiam).

Deixa o teu comentário