livros

As Flores do Templo

11 Março, 2020

As mentiras e segredos guardados por causa de um amor incondicional entre mãe e filha, é onde se inicia a nossa viagem n’ As Flores do Templo. Depois da morte de sua mãe, as duas gémeas (Nutan e Zeenat) recebem uma grandiosa oferta. A viagem de sonho para Londres se torna rapidamente uma recompensa pela solidão e por não as amarem de verdade, por não terem sido honestos.

Após terem visto até então, o pior de Londres, decidem cancelar o seu regresso a Bali, devido ao encantador Ricky e ao seu Templo da Aranha.

Teremos de estar receptivos a todo o tipo de histórias. As histórias destas crianças são perturbantes. É-nos impensável imaginar estes cenários, visto que são ideias/atos de apenas crianças. Crianças, que carregam consigo os pecados, os segredos da infância, os seus maiores e piores pesadelos.

Recordo a noite em que a encontrei, não morta ainda mas tão perto da morte que eu devia ter corrido a alertar os meus pais sobre a sua respiração arranhada, mas preferi deitar-me.

As Flores do Templo conta histórias sobre infidelidades, substâncias ilícitas, histórias familiares dramáticas, perdas imensuráveis, prostituição, pecados pesados demais de carregar, perda da esperança, perda da liberdade, perda da inocência, conquistas e perdas, corrupção, suicídio, overdoses, sexo, vergonha, inveja e redenção.

É perturbante a imundice em que vivem, como vivem apenas para consumir e para relações sexuais. É incrível a forma como se agarram às drogas como se fosse a única solução, o único escape (para eles) que têm deste mundo de merda.

As ratazanas comeram uma ilha mas nós havemos de comer um planeta inteiro. Pensem nisso. Somos mesmo como as ratazanas.

Contudo, As Flores do Templo também menciona alguns aspectos fundamentais sobre a atual humanidade. De dia para dia, existem mais toxicodependentes que fazem de tudo, até vender o seu próprio corpo, por doses, para se poderem “aguentar”. Há cada vez mais, jovens a quem lhes foram retiradas as inocências, precocemente. Há segredos monstruosos, guardados por adultos que são monstruosos e obscenos e que já o eram, em crianças. É brutal o impacto que isto tem e continuará a ter, no mundo atual e/ou futuro.

A história de Nutan, Zeenat, Ricky, Francesca, Elizabeth, Anis, Bruce e Maggie é, tristemente, a realidade de muitos adolescentes/adultos.

Não derrames lágrimas se tiveres sangrado. Não passava de sangue corrupto.

As Flores do Templo foi a minha primeira viagem na escrita de Rani Manicka. Apesar de mencionar aspectos importantes face à realidade atual, não me fascinou, de todo. Espero poder encantar-me com a sua escrita, com a leitura d’A Guardiã dos Sonhos.

Share Button
  • Avatar
    Reply
    Andreia Morais
    11 Março, 2020 at 19:07

    Não conheço a autora, confesso, mas a premissa desta obra deixou-me bastante curiosa!

    • Carolina
      Reply
      Carolina
      11 Março, 2020 at 21:15

      Também não conhecia, mas foi uma surpresa deveras agradável.

  • Avatar
    Reply
    Cherry
    12 Março, 2020 at 8:35

    Não conhecia esse autor, vou espreitar :).
    Beijinhos
    http://www.lifeofcherry.pt/

    • Carolina
      Reply
      Carolina
      15 Março, 2020 at 10:40

      Tenta dar uma vista de olhos, pode ser que não te arrependas. 😘

  • Avatar
    Reply
    Ana Costa
    15 Março, 2020 at 17:46

    Não conhecia o escritor!

Deixa o teu comentário