love tales

A quem partiu.

2 Maio, 2020

A quem partiu, a única coisa que posso pedir é que não regresse. O pior sempre fica para quem cá fica e permanece. Quem continua, pensando no que foi feito e dito, na despedida.

O melhor conselho a quem parte e não sabe se fez o melhor é jamais regresse, já fez merda o suficiente! Para quê regressar para voltar a magoar?

As pessoas julgam conhecer a dor, quando fazem sofrer deliberadamente os outros a seu redor. Sejamos sinceros: nem sempre nos importa a dor do outro; às vezes, queremos mesmo magoar e impor-nos sobre alguém.

Partir, sem saber realmente o porquê, não te dá o direito de voltar só porque encontraste um motivo para voltar, no caminho para onde escolheste ir. Se seguiste, vá avante. Termina o teu percurso e jamais cruzes caminho com o de quem fizeste sofrer. Se tinhas de ir, não tens de voltar.

A vida nos dá tantas maneiras de amar, quando só sabemos desprezar e amargar as vidas de quem nos quer bem. No fundo, há muitas más pessoas no mundo. Há as que agem por impulso, as que são frágeis e influenciáveis, as que mudam e partem para poder pertencer a algum lugar — quando nem sempre, chegam a pertencer a lugar algum. O nosso lugar é perto de onde o nosso coração está feliz e quente. Se esfria é porque não é para ser. Teremos de procurar melhor.

Partir nem sempre é mau, mas causa tanta dor em quem fica e não entende o porquê da ida. Não há forma mais simples e menos dolorosa de explicar que nem sempre as pessoas nos pertencem. Ocasionalmente, estão de passagem, vivendo ciclos, sofrendo metamorfoses. Há que entendê-las, claro está. O que não lhes dá o direito de regressar e ter tudo no seu devido lugar.

Há uma porta que se fecha e jamais se abre. Portanto, a quem partiu, porque quis, que não ouse voltar, porque precisa. Somos precisos sempre e não só em ocasiões de aperto. Que vá e não volte. Afinal, quem fechou e trancou a porta foi quem realmente se despediu.

Share Button
  • Avatar
    Reply
    Andreia Morais
    3 Maio, 2020 at 19:41

    As pessoas têm mesmo que saber o que querem. Porque não estão sozinhas. Porque vivemos numa partilha com os outros e há sentimentos envolvidos [sejam eles de que natureza forem] e não é justo brincarmos com eles. É certo que não permanecemos na vida de todos aqueles com quem nos cruzamos, mas temos que estar cientes de que, quando resolvemos partir, isso tem consequências

    • Carolina
      Reply
      Carolina
      4 Maio, 2020 at 11:54

      Precisamente. Infelizmente, há uns com mais consciência do que os outros. Falo por mim, que demoro tanto tempo a partir quando os outros partem, muitas das vezes, sem motivo para tal. Para uns é fácil e para outros nem tanto.

Deixa o teu comentário