Peço desculpa, mas não sou obrigada.

Desde que tenho um blog que comecei, devagarinho, a aperceber-me de como todo este mundo funcionava. Infelizmente, não foi de todo, como pensava. A verdade é que há muitos blogs e devido a isso, o conteúdo repete-se algumas vezes, há mais plágios e bloggers a seguir blogs.

A pessoa que inspirou-me a seguir a ideia de ter um blog é açoreana e na altura, como tinha um pensei que fosse melhor expressar-me num, do que pelo Wattpad – aplicação que na altura utilizava. Avancei com a ideia e recebi os meus primeiros comentários. Fiquei felicíssima! Nunca esquecemos-nos dos primeiros, não é mesmo? Contudo, eu nem sonhava onde estava a meter-me.

Comecei a seguir, já nem lembro-me como, o querido Miguel. Reparei que nos comentários haviam imensos links. Cliquei num deles e foi-me redirecionado para um blog. Sem saber bem, o porquê de os deixarem ali arrisquei e deixei o meu. Nos próximos dias, fui parabenizada com um comentário. Fiquei abismada e super surpreendida. Sendo alguém conhecido, sempre pensamos que não seremos respondidos, mas aconteceu o contrário. Por acréscimo, conheci a Catarina e adorei o seu cantinho. Novamente recebi feedback. Aí entendi, mais ou menos, como funcionava (ou pelo menos, pensava que sim).

Entrei em grupos. As pessoas deixavam os seus posts nos comentários e haviam várias interações. Umas para seguir e outras para comentar. Mais uma vez, arrisquei.

Ao fim de uns meses, apercebi-me que são mais os bloggers que seguem blogs, do que pessoas que não o são.

Ao entrar num grupo, onde era obrigatório retribuir comentários dei de caras com conteúdos que não interessavam-me e com pouquíssima qualidade nos mesmos (e atenção que, não acho-me a profissional do ramo, mas tento todos os dias, para que os meus posts sejam bem melhores do que os que já tive o desprazer de ler).

Contudo, comecei a fazer algo que sempre disse que não o faria: comentar algo como “gostei imenso“. Sou das pessoas que adora ler posts, pois eu sei o trabalho que dá fazê-los e comento quando quero. Ter a obrigação de fazê-lo sempre é algo que aborreceu-me.

Os blogs que por lá tinha, de duas uma: ou não gostava do conteúdo ou deixei de gostar dos mesmos. São vários os fatores que fazem-nos deixar de querer visitar um site, e sendo que vivemos em democracia, tenho direito de escolha e opinião! Devido a isso saí do grupo. Não estava a identificar-me e não queria de todo continuar a seguir algo que não gostava.

Saí de outro grupo também, quando reparei que uma das exigências era seguir a fanpage/Instagram do administrador. Acho que é horrível quando criamos algo para nosso bel-prazer. É de todo desnecessário.

Os comentários devem ser feitos de forma espontânea e só devemos seguir quem gostamos.

Hoje podem gostar do que partilho e amanhã não. Há mal algum nisso? Claro que não! Todos nós temos maneiras diferentes de pensar, os nossos gostos mudam conforme as adversidades da vida, e não nos mantemos iguais para sempre. Faz-me imensa confusão (não sei se faz-vos também) ter feedback maioritariamente de bloggers (não que esteja a ser desagradecida, pois agradeço a cada um de vocês pela força, dicas e carinho, mas dispensava a quantidade de links que deixam nos comentários), sendo que as pessoas que não o são, aparecem muito pouco. Elas leem. Disso tenho a certeza. Não comentam? Estão no seu direito.

Temos vários exemplos, de pessoas conhecidas que não têm mais do que 5-10 comentários por post. Apesar de serem poucos, para a maioria de vocês, são todos eles escritos por pessoas que nem fazem ideia do que é ter um blog. E é isso, meus caros, que falta à maioria dos atuais: pessoas “reais” a acompanhar.

A blogosfera está de tal maneira “contaminada“, que o vício de ter mais e mais opiniões é uma tarefa diária. A troca por troca é algo super comum e quem não o faz, fica para trás (pelo menos, é o que quase todos pensam, mas não é verdade).

Ao ter comentários de bloggers tenho de retribuir?

A minha resposta é mais que clara: NÃO! Já recebi, espreitem o link, não gostei do conteúdo, respondi ao comentário e passei à frente. Não retribui, porque não quis. E ponto.

Serei-vos o mais sincera possível: fartei-me de andar feito barata tonta de blog em blog! Porque raio tinha de comentar sobre algo que não gostei?! Peço desculpa, mas não sou obrigada! Nunca fui! Tal como vocês não são obrigados a comentar algo meu. E sei que deve ser extremamente chato ter de retribuir algo que não querem, porque eu passei pelo mesmo! E não deveria ter acontecido tal coisa. Daí colocar um ponto final nisto.

Seguirei os blogs que gosto, comentarei se quiser (não quer dizer que não tenha lido) e quem quiser comentar, comente. Terei todo o gosto em responder-vos (como sabem, respondo por aqui), mas não prometo que irei aos vossos. Irei espreitar caso não conheça? Claro que sim! Afinal, sou a pessoa mais curiosa à face da terra, porém não significa que apreciarei o conteúdo. Há uma enorme distância entre os parâmetros, anteriormente, mencionados.

Peço desculpa a quem ficou ofendido, porém estou a ser o mais educada possível e a ser 100% sincera. Sejam únicos, retribuem quando quiserem, e acima de tudo tentem ao máximo aproveitar o que há-de melhor em ter um cantinho só vosso.

Share Button
  1. Uma das partes mais fascinantes da blogosfera é a partilha; a troca de opiniões e de experiências. Por muito que adore escrever e publicar n’ As gavetas (que adoro), não me sentiria tão realizada caso não fizesse as visitas diárias aos blogues que sigo. Agora, faço-o porque é algo que me dá realmente gozo, porque gosto de ler aquilo que escrevem e os temas que trazem e, naturalmente, pelas ligações que se criam com quem está do outro lado. Mas defendo sempre que isso tem que ser uma vontade genuína. Comentar só para fazer número não faz, de todo, o meu género, nem acho que respeite o trabalho da outra pessoa. A partir do momento que encaramos isso como uma obrigação, perdemos o gosto, e mesmo a nossa leitura já não vai ser totalmente focada.
    Não há qualquer problema em não nos identificarmos com o conteúdo de outra pessoa. Erro será dar a entender que sim só para se ganhar algo em troca

    Beijinhos <3

    1. Exatamente. Acho que o pior é mesmo a obrigação e não devemos seguir blogs em que não gostamos do conteúdo. Daí este post. Beijinhos 😀

  2. Não poderia concordar mais. Odeio receber comentários que são claramente copiados e colados em todos os blogues. Para quê? O meu blogue é pequenino, mas sei que as pessoas que me seguem é porque gostam realmente do conteúdo.
    Um beijinho grande*
    Vinte e Muitos

    1. E ainda bem que é assim. Algumas que seguem-me é mais para que vá ao blog delas comentar. Um blog não se faz apenas de comentários, embora pensem que sim. Beijinhos 💙

  3. Cassy Frost says: Responder

    Admito que faço comentários que parecem cópias uns dos outros… A verdade é que na maior parte das vezes eu visito os blogs como “uma terapia” em momentos em que estou tão cansada que nem sei o que escrever… Sou a única que passa por isto…?

    Eu sinto-me como no teu caso no que toca ao wattpad…Há tantas obras que são plágios plagiados de plágios plagiados que eu já tive esperança que, um dia, eu poderia ter também um pouquinho desse sucesso.. Mas depois entendi que tenho bons leitores, pessoas fantásticas, não preciso de ódio gratuito como acontece em muitos casos ou apenas aquela “paranoia” do leitor de só querer mais e mais, esquecendo que há um escritor,uma pessoa com sentimentos, por trás das palavras que eles apreciam.

    Senti que vim desabafar aqui sobre coisas completamente além do post… Desculpa…

    Sinceridade é um tesouro valioso que poucos têm. E tu tens. 😊

    1. Sentia isso enquanto escrevia no wattpad. Como sabes, já não escrevo por lá e nem faço tenções de voltar.

      Não faz mal teres desabafado. Beijinhos 😘

      1. Cassy Frost says: Responder

        Mas sinto-me mal porque cada post é especial à sua maneira e eu só digo “está muito bom, parabéns”, como se não soubesse dizer mais nada.

        Mas isso de só chegar ao blog dos outros e comentar não é para mim. Quando comento é porque li realmente e gostei. Se fizesse o contrário seria uma enorme falta de respeito.

        1. Nos meus posts não costumas bem dizer isso.

          Exato querida, mas há pessoas que nem leem e comentam. Beijinhos 😘

  4. Não podia concordar mais! Eu comecei há pouquíssimo tempo e já reparei nisso!
    Juntei-me também a grupos no facebook para conhecer mais bloggers (não seguia blogs nenhuns nem sabia por onde procurar) e dar a conhecer o meu próprio e infelizmente reparei que em vários grupos até há regras de “se publicas o teu blog TENS de comentar em X posts dos outros blogs ou és banida do grupo” e coisas assim ridículas!
    É suposto ser divertido, uma comunidade e partilharmos um pedacinho de nós mas mais parece um jogo de número de comentários e seguidores… enfim…
    beijinhos Carolina

    1. Infelizmente é assim e cada vez mais isso só vai aumentando (com muita pena minha). Beijinhos 💙

  5. A blogosfera é um mundo muito competitivo. E ainda mais devido à facilidade de ver um vídeo em comparação a ler uma publicação escrita. Há cada vez menos pessoas fora do mundo da blogosfera que têm interesse em ler quanto mais comentar o que leram. Nesse aspecto é um pouco triste, mas já me acomodei ao facto de os meus leitores serem os bloggers que eu também sigo. Porém, concordo contigo na questão de não ser obrigada a comentar aquilo que não me desperta interesse tal como também nao gosto dos típicos comentários “adorei o post!!” 🙂

    Miss DeBlogger | missdeblogger.blogspot.pt

    P.S – Não leves a mal deixar aqui o endereço do meu blog, mas para mim serve de assinatura ^^, se preferires deixo de o fazer.

    1. Pois infelizmente está cada vez pior infelizmente. É pena que os blogs que têm qualidade acabam por deixar de existir devido a tudo isso. Não estás a deixar link, logo não me importo. Beijinhos 💙

  6. Já senti o mesmo.. E é taooo chato. Até já passei por pior: uma sra por gosto na minha página de fb e em várias publicações. E de seguida comentou com o link da sua, e exigiu, sim exigiu, que eu fizesse o mesmo número de likes nas publicações e etc..
    Eu não sei o que passa na cabeça desta gente.. Mas não é normal.
    Eu vou seguindo aqueles que gosto de ler, alguns às vezes nem consigo seguir porque não encontro a parte onde devo clicar.. E comento quando realmente acho que vale a pena.
    ❤️

    1. Credo! Exigiu? Ela comentou porque quis. Há pessoas que fico sem saber se pensam antes de fazerem/dizerem as coisas. Foi de todo de mau tom. Fazes bem! Deves comentar só se gostares do conteúdo e tenhas algo a acrescentar. Nada mais. Beijinhos 💙

  7. Palavras sábias! Realmente se é bom o intercâmbio de informação, por outro irrita-me solenemente acharem que tenho que gostar de tudo e que devo sempre retribuir. Gosto do que gosto. Quando gosto é sincero, quando não gosto não tolero mesmo! Beijinho

    1. E fazes muito bem. Não somos obrigadas a gostar de tudo, senão éramos todos iguais. Beijinhos 💙

  8. Catia bernardo says: Responder

    Ola Carolina! Concordo pelnamente contigo…cada vez mais o mundo dos blogues são pensados ao detalhe. Concordo que haja algum planeamento, mas também tem que haver alguma originalidade…..anda por aí muita coisa que não é real (nem tudo é um mar de rosas…pois até estas belas flores têm espinhos!) e a falta de criatividade dos posts…a colonagem entre bloguers é cada vez mais assustadora! Dou por mim a ver o mesmo conteúdo em centenas de blogues diferentes!.. Sera que está tudo com medo de mostrar a realidade? Valorizo o diferente, o genuíno, o puro e o que realmente é verdadeiro…andam por aí poucos assim, mas e esses blogues que eu gosto de seguir. Bom texto! Continua tu mesma e comentários?? É só para quem os realmente merece! Beijinho

    1. É mesmo. E pior é a rivalidade e ódio gratuito que cada vez mais há entre bloggers (embora neguem). Fazes muito bem em seguir somente os que gostas e deves comentar mesmo só quando queres e que te apeteça. Todos nós somos livres de fazer o que queremos. Os comentários são mesmo para quem os merecer e deve ser sempre. Muito obrigada minha querida! Beijinhos 💙

  9. Olá, aconteceu-me quase o mesmo. Nos blogs de culinária, é um non stop de bloggers a querer patrocínios das marcas e a fazer publicidade ridícula a produtos péssimos.
    Recuso tal coisa.
    Não me vendo por tão pouco.
    Para usar produtos via patrocínio, tenho de acreditar neles.
    Beijinhos e sim, gostei de te ler.

    1. Concordo totalmente. Há que ter sempre isso em atenção. Infelizmente são cada vez mais os bloggers que fazem posts patrocinados em que nem acreditam no produto. Muito obrigada! Beijinhos 💙

  10. Ahahah sério? :p Não deveria ser assim. Devia gostar sempre do que lhe ofereces, até porque simboliza sempre um miminho 🙂 Acho que vai adorar a ideia do jantar 😀

    Li o teu post de ontem e revi-me em alguns pontos. Contudo, já cheguei à conclusão de que não devemos dar grande importância nem falar mais deste género de problemas… até porque muita gente só gosta do retorno. Tu sabes 🙂 A bola segue e nós fazemos as coisas por gosto e isso é o mais importante 😀

    1. Pois é. Graças a Deus sempre tive em mente que iria fazer por gosto, nada mais. Beijinhos 💙

  11. Aqui está um tema súper interesante! Eu também me deparei com o mesmo quando comecei o blog. E chegou uma altura que deixei de lado. Por se escrever muito do mesmo, por ser difícil agradar a todos. Sobretudo pk ter um blog da muito trabalho, acho que todos dizemos o mesmo! Mas a verdade é que um hobbi não pode condensar tudo o tempo livre. Já não público no meu blog a 7 meses! A verdade é que gostava de retomar, só que não disponho de tempo suficiente para fazer-lo tal como gostarias, por isso vamos adiando a volta. Tal como tu dizes metade dos seguidores do meu blog são outras bloggers. São poucas as leitoras que não são bloggers. Desamina um pouco. A verdade é que tenho muitos posts não comentados, acredito que são de qualidade pk envolveram uma pesquisa. Outros que tem muitos comentários simplesmente para retribuir um comentário meu num post que eu li no blog da pessoa. Parabéns pela coragem de escrever este artigo. Eu subscrevo as tuas palavras.

    1. Infelizmente, cada vez mais são os blogs que são seguidos por bloggers e não por outras pessoas. Desanima imenso e isso sei melhor que ninguém, mas se gostas de escrever e isso faz-te sentir bem, força! Beijinhos minha querida 💙

  12. E concordo contigo…. Espreito sempre o link que me deixam nos comentários, mas retribuo a quem gostei do conteúdo. A verdade é que também fiquei surpreendia com o facto de ser maioritariamente bloggers a seguirem :/

    1. Infelizmente são mais os bloggers que nos seguem, do que as outras pessoas. Fazes bem em só comentar quando gostas do conteúdo. Beijinhos 💙

  13. Verdade Carolina, e é desta forma que percebemos quem nos segue de livre e espontânea vontade. Não importa a quantidade, mas a qualidade. Em tudo.

    1. Exatamente. Não diria melhor. Beijinhos 💙

  14. Nunca tinha lido sobre isto, mas concordo 100% contigo! Eu só comento e sigo blogs que genuinamente gosto! Não vale a pena estar a comentar num blog com o qual não me identifico ou sobre o qual eu não sei nada! Claro que sempre que alguém deixa um link eu espreito, pois quem sabe se por trás daquele link não está algo espectacular, no entanto só comento se realmente gostar e acho que é o que devemos sempre fazer!! 🙂 Gosto também de o fazer porque penso que devemos ser uns para os outros e às vezes existem blogs espantosos, que infelizmente, não têm a visibilidade merecida e um comentário pode sempre ajudar.

    1. Desde que leias os posts e comentes porque gostes e não por obrigação é o que importa. Beijinhos 😘

  15. Primeiro que tudo adorei o novo layout do blog, está super cute Carol 🙂
    E sim concordo plenamente contigo, comentar por obrigação é estar a gerar uma onda de desinteresse enorme e acaba por ser tão mecanizado que até o próprio Blogger percebe e sente-se mal com isso. Pelo menos falo por mim.

    Um beijo,
    Piquimads

    1. Exato. Eu já me apercebi disso imensas vezes, infelizmente. Obrigada! Ficou mesmo lindo! Beijinhos 😘😘

Deixe uma resposta