Não ser

Eu passei tanto tempo tentando ser como os outros, ser bom nas mesmas disciplinas deles, nos mesmos desportos, que cada vez que olhava-me no espelho, não reconhecia a rapariga nele refletida.

Eu tentei ser como elas, usar aqueles shorts curtos e decotes enormes. Elas eram chamadas de “gostosas” e eu de “p$$$“. Tudo isso derrubava-me a cada dia mais, até que eu parei de vestir aquela rapariga que eu não era. Eu tinha agora a missão difícil de me reencontrar no tempo e tentar ser aquela pessoa que lá no fundo do meu ser, ainda vivia atordoada e impossibilitada de se libertar.

Esvaziei o armário e empacotei todas as roupas curtas e transparentes que me acompanhavam. Tirei do sótão a pequena caixa de roupa que guardara com angústia. Vesti as jeans pretas e a camisola dos Gun N Roses e ao ver-me no espelho reencontrava uma parte minha: aquela que sempre vestia preto, ouvia rock e ainda assim apaixonava-se completamente por literatura. Por baixo das roupas escuras era a menina mais doce e romântica do mundo. Não aquela que se entregava ao primeiro rapaz que lhe chama-se de “linda”. Eu sou linda. Sempre fui. Mesmo com roupas pretas e o cabelo ruivo que neste preciso momento, está escurecido.

Não ser como elas sempre foi algo que não pretendia. Era algo que irritava-me profundamente. Desde quando eu teria de ser como elas para ter alguém?! Desde quando teria de vestir vestidos curtos que só tapavam a minha barriga e nada mais? Desde quando eu tinha decidido que para ser amada teria de ser assim?! Desde quando eu precisava de alguém? Eu não sou assim. Não quero ser assim.

Nesse exato dia sai com o conjunto que mais adorava e ao entrar na escola todos me olharam e riram. Não me importei. Nunca mais iria importar-me com as opiniões dos outros. Apenas a minha contava. E teria de ser assim sempre pois o amor próprio e a aceitação são sempre o outfit mais forte e mais bonito a se vestir.

Share Button
  1. Os english speakers têm um adjectivo para um post deste tipo “Empowering”. Continua assim 🙂

    O meu blog: http://missdeblogger.blogspot.pt

    1. Muito obrigada ❤️ Beijinhos

  2. Sofremos, diariamente, uma enorme pressão para correspondermos a determinados padrões. E o pior é que, inconscientemente, passamos a acreditar que só somos dignos de algo se fizermos determinadas coisas, se nos vestirmos de determinada maneira, se usarmos uma máscara que não seja a nossa essência. E é aí que nos perdermos, que nos desencontramos de quem somos. E quanto mais insistirmos nesse caminho, mas difícil se torna recuar.
    Precisamos de nos aceitar, de trabalhar o nosso amor-próprio. Porque, tal como referes, esse será o outfit mais bonito que poderemos vestir. A partir do momento que nos sentirmos bem connosco, tudo o resto é ruído. E deixa de nos afetar.

    Adorei o texto!
    Beijinho

    1. Exatamente! Devemos deixar de nos seguir pelos outros e seguir apenas aquilo que queremos ser e manter sempre a nossa essência. Beijinhos 😘

  3. O Ser Único é o melhor elogio que podemos fazer a nós próprios.

    Beijinhos
    https://titicadeia.blogspot.pt/

    1. Pois é! Totalmente verdade. Beijinhos

  4. História bonita e encorajadora. Gostei muito! Um beijito.

    1. Muito obrigada ❤️ Beijinhos

  5. Encontros pessoais, literalmente! Gosto quando somos aquilo que queremos e não o que os outros querem de sejamos!

    1. Exatamente! Super concordo! 👌🏻

  6. Talita Paschoal says: Responder

    Que texto maravilhoso para se começar bem o mês!!! 😍
    “Motivação” se é a palavra que o resume. Motivação para mudar, motivação para deixar o “eu de verdade” que cada um de nós temos transparecer, motivação para “sair da zoa de conforto”, e principalmente : motivação para fazer as mudanças necessárias.
    Adorei o texto mesmo e me trouxe boas recordações. 😉
    Beijinhos e até logo! ❤

    1. Muitas vezes temos de passar pelas coisas para darmos valor a nós mesmos. Tem de ser assim, muitas vezes. Beijinhos ❤️

  7. Gostei imenso e penso que cada pessoa deve ser fiel à sua própria identidade. Não devemos ser aquilo que os outros querem.
    Excelente texto! 🙂

    1. Exato! Os outros são os outros, nós somos nós. Beijinhos 😘

  8. Oh meu bem, eu acabo por não ter palavras para ti. Juro! Obrigado, obrigado mil vezes por teres aparecido por aqui :’) És das pessoas que, sem dúvida, quero levar para a vida! <3

    Também já passei pelo mesmo (de as pessoas torcerem o nariz pelo que visto) mas nunca fui muito de importar. Aliás, nunca me vesti só para agradar a sociedade. Ninguém precisa disso para ser feliz. Tal como dizes, o melhor mesmo é o amor. Aquele amor próprio que aprendeste a ter e do qual me orgulho. Nunca te esqueças do quão bonita és: por dentro e por fora!

    1. Awwn! 😍 Obrigada ❤️

      Não devemos ser como a sociedade dita nem tentar vestirmos dentro dos “padrões” atuais. Devemos vestir-nos da maneira que nos sentimos bem e gostamos. Beijinhos 😘

  9. Texto magnífico! Era tão bom que todas as mulheres chegassem um ponto da sua vida e passassem a pensar assim! Continua a espalhar essa boa energia e força!
    Um grande beijinho*

    1. Era ótimo! Mas cada uma irá descobrir isso por si mesma. Obrigada querida! Irei continuar. ❤️ Beijinhos 😘

Deixe uma resposta