Não deite tudo a perder num dia mau

Todos nós temos os nossos dias bons e os maus – sendo que estes últimos são os que menos gostamos, mas são inevitáveis. A desmotivação começa a habitar-nos nesses dias a um nível gigantesco que começamos a pensar em desistir das coisas, que nos fazem muito felizes. Não pensem que as pessoas que são bem sucedidas não têm esses dias. Todos nós temos. Há que tentar manter a mente focada em outros assuntos e principalmente, não deixar que esse sentimento te derrote por completo.

Há uns meses atrás, estive para desistir do blog. Fiquei parada por uns tempos colocando as ideias no lugar – o que só me fez bem – e organizando e decidindo o destino deste que é um cantinho que (quase) sempre quis ter. Foi apenas um período menos bom (destes que tenho tido regularmente, infelizmente), mas fui mentalizando-me de algumas coisas, enquanto estive out.

Desistir é dar a vitória de mão beijada a quem não gosta de ti

É uma frase cliché? É, porém continua a ser constante e verdadeira, especialmente no mundo dos bloggers, onde quanto menos, melhor. Contudo, ao relembrarem-me disso mesmo e de saber bem o que se passou quando mudei o domínio pela primeira vez (o dezoito.pt), libertei-me das más energias que estavam a apoderar-se de mim e decidi continuar.

Quando a nossa presença quer física, quer on-line dá um certo “desconforto” a alguém é de facto muito bom. Sim, é verdade. Apenas está a mostrar-nos verdadeiramente que incomodamos alguém, pois necessariamente estamos sempre “no caminho”. Não devemos desistir dos nossos sonhos ou projetos devido a opiniões negativas, nem tampouco deixar que mandem na nossa vida ou no que fazemos com o nosso dinheiro. Se queremos investir em vários projetos, o problema é nosso, não dessas pessoas. Elas não têm de meter-se no assunto e caso se metam, apenas ignoramos e seguimos em frente.

O que te faz desistir hoje, te fará continuar amanhã.

Nunca devemos agir de “cabeça quente”

Sim, custa muito estar a lutar por algo que atualmente, perdemos o gosto, ou algo parecido. Tal como mencionei no meu Instagram perdi o gosto, pensei que houvesse solução, mudei o foco do blog a frequência de publicações. Continuo a sentir o mesmo. É inevitável. [Explicarei melhor noutro post a minha decisão definitiva.]

Ao agirmos quando estamos “mal da vida” ou decepcionados com alguns fatores, só fará com que mais tarde o arrependimento venha. Já desisti de várias coisas devido a ter agido sem pensar. Agora, páro, listo o que me faz desistir e o que me faz persistir e o que ganhou foi a coluna positiva. Ouvi música, gargalhei, contei piadas, tentei sair de casa (algo bem difícil, atualmente) e conversei/desabafei imenso com amigos – o que fez esquecer um pouco o assunto.

Por isso, tira um tempo para ti. Lê aquele livro que há muito está abandonado, caminha na praia, exercita-te, vai tomar café com os amigos, faz uma jantarada, assiste pela milésima vez o teu filme favorito e acima de tudo, respira fundo, pois o que sentes irá passar.

O bom dos dias maus é que eles acabam

E deixam lições importantes. É depois da tempestade que damos mais valor às coisas e ao que fazemos. Não há mal que dure para sempre e ainda bem (ufa! 😂). Quando voltamos a ter energia e já temos a decisão tomada de forma consciente, apercebemos-nos do erro que podíamos ter cometido se tivéssemos desistido mesmo. Não devemos deitar todo o esforço e dedicação assim, sem mais nem menos, ao lixo. Há que insistir, a cada dia! E tenho a certeza que irão conseguir alcançar tudo o que desejam! 💪

Por vezes, abrandar o ritmo e refletir são opções mais acertadas e farão toda a diferença! Acima de tudo, o que estás a pensar/sentir hoje, irá passar. 🙏

Share Button
  1. Sofia Moniz says: Responder

    Que texto lindo, babe <3 Tantas vezes penso que o meu dia não poderia estar a correr pior. Tantas vezes que ajo de cabeça quente. E, realmente, há que ter é calma e seguir em frente, um passo de cada vez <3
    Beijinhos,
    Blog An Aesthetic Alien | Instagram | Facebook
    Youtube

    1. Exatamente. Há que ter calma e ter em mente que tudo irá-se resolver, no seu tempo. beijinhos

  2. Só devemos desistir dos nossos sonhos/dos nossos objetivos se, ao percorrermos o caminho até lá, percebermos que, afinal, não eram os mais indicados para nós. Permitir que sejam os outros a definir a nossa meta é meio caminho andado para nos negligenciarmos.
    Claro que ninguém quer ter dias maus, mas eles também fazem parte e são necessários, até para valorizarmos o que de melhor temos. E o lado curioso é que, até num dia mau, há sempre algo que nos faz sorrir.

    Beijinhos*

    1. Exatamente. Se não fossem os dias maus, nunca saberíamos agradecer pelos bons e o melhor de tudo é isso mesmo. Todos os dias temos uma parte boa, há que refletir sobre o dia e ver o que realmente valeu a pena e o que nos fez sorrir nem que tenha sido apenas uma vez.

  3. Desistir está fora de questão, temos de lutar por tudo o que queremos mesmo que seja difícil e tudo pareça estar contra nós

    beijinhos ❤

    https://ocirelias.blogspot.com/

    1. Ora aí está. Nem mais querida. beijinhos

  4. Adorei o teu post 😀
    Sem dúvida que desistir pode passar pela nossa cabeça várias vezes, mas deve de ser um caminho do qual devemos de fugir 😀
    Beijinho *

    https://w-m-mind.blogs.sapo.pt/

    1. Não deveríamos fugir, mas sim aprender a lidar com isto que é algo que sempre será inevitável e recorrente nas nossas vidas. beijinhos

  5. Juliana Ferreira says: Responder

    Maravilhosa sua reflexão, li no momento certo.

    Beijos
    http://www.pimentadeacucar.com

    1. Ainda bem, fico muito contente por saber isso. beijinhos

Deixe uma resposta