Links: Eu estou voltando para mim

Todos os meses, como é costume, a “rubrica” volta com mais 4 links incríveis! Têm sido difícil escolher qual o melhor a trazer, porém acho que já meio que sabem quais sãos os blogs que sempre aparecem por aqui (risos).

1. Eu estou voltando para mim – Depois dos Quinze: Este é mais um texto da Auana Sonsin que tanto adoro. Fala precisamente sobre aceitacão. Às vezes nós mudamos o nosso físico ou até a nossa personalidade para que outra pessoa nos ame e nos olhe. Não deve ser assim. E todos nós já pensamos que ao mudarmos algo em nós faria com que o outro se importasse, porém não funciona assim. A pessoa não vai gostar de ti só porque tens seios maiores ou o cabelo pintado de preto. Se ela tiver de gostar de ti, ela vai gostar da maneira que tu és! É difícil entender isso? É claro que sim, mas não é impossível. Mais amor próprio pois ele é o único que necessitamos quando todos nos deixam. 👌🏻

2. O que REALMENTE significa ter ansiedade – Revista Pazes: Sabem quando um texto realmente revela tudo sobre um determinado problema? Esse é um desses textos! A ansiedade está aqui descrita nua e crua. Sem rodeios ou meias palavras. Eu sinto várias vezes ansiedade. Principalmente antes de dormir. Se eu vou deitar-me às 22 só estou realmente dormindo às 02:00 ou até mais. Porquê? Porque até lá eu vou estar a pensar acerca de tudo. E às vezes são assuntos são significantes mas que naquele momento, parece que tudo vai dar errado, que não vou alcançar nada e que não vou conseguir chegar até ao fim. E também ao mandar mensagens a ansiedade é enorme. Principalmente se eu precisar mesmo de saber aquela resposta. Para quem sofre de ansiedade percebe perfeitamente como é.

3. Você não vai precisar se esquecer ou fingir que ele não existiu – Depois dos Quinze: Os textos das leitoras do blog da Bruna são mesmo incríveis! Este foi um daqueles textos em que estava mesmo a precisar de ler. Tanta vez pensamos que não vamos conseguir esquecer nunca uma pessoa, ou até falar com ela depois de terminar a relação. É claro que custa. Não é nada instantâneo. Perdura durante alguns meses ou até anos, porém temos de focar-nos em que só precisamos de nós mesmas. Se nos aceitarmos como somos, com ou sem companheiro, então está tudo bem. Só precisamos de nós mesmas/os.

4. Os manequins saíram à rua – Floresta de Memórias: Estes textos cada vez mais, deixam-me estupefata por serem tão adequados à atualidade. De facto, as pessoas são capazes de se submeter a cirurgias e a tratamentos, só para serem “mais belas” ou “perfeitas”, coisa que não se pode ser. Referido no próprio texto, as pessoas que recorrem a esses tratamentos só se estão a enganar a si mesmas. Cada um deveria admirar-se pela imperfeição que carregam pois só assim são únicos e HUMANOS. O ser humano ainda tem um longo caminho pela frente de modo a aceitar-se, tanto fisicamente como mentalmente. Era bom que cada um olha-se no espelho e muda-se por si mesmo, sem recorrer a cirurgias ou a maluqueiras. Era mesmo gratificante que assim fosse. 😞

Já tinham lido alguns dos textos? Sofreram ou sofrem de ansiedade? 

Share Button
  1. Cassy Frost says: Responder

    É uma troca: as pessoas sentem que têm de ser perfeitas e são elas que dominam a sociedade enquanto que aqueles que se aceitam como são estão presos e enjaulados como se fosse uma aberração aceitar-se como se é.

    Podemos dizer que já li um desses textos😂 Muito obrigada por tudo.

    Sei o que é passar as noites em claro a pensar em pequenas coisas que fizemos mas que parecem abismos para nós… As palavras ditas, as ações, os gestos. Parece que tudo nos dá que pensar…

    1. Exato! Não tens de quê. Foi mesmo um texto incrível!

      É mesmo! Nos últimos dias foi horrível adormecer visto que a ansiedade pegou-me de jeito e só pensava na apresentação da PAP. Beijinhos 😘

  2. Aceitação. Uma mensagem mesmo importante e divulgar estes textos também ^^, Vou ler todos! Obrigada <3

    Miss DeBlogger | missdeblogger.blogspot.pt

    1. É mesmo! Muito obrigada 💙 Beijinhos

  3. Confesso que não conhecia os textos em questão, mas fiquei bastante curiosa com todos, até porque dá para perceber que abordam temas importantes! Tenho que ir ler
    Obrigada pela partilha, minha querida 💓

    1. São temas que devem mesmo ser discutidos. Beijinhos 😘

  4. Talita Paschoal says: Responder

    O primeiro texto define uma reflexão que tou pensando já faz uns dias. “O que eu sou?” De tanto que já tive de mudar para agradar aos outros eu meio que me perdi neste vendaval que sou eu, o que me leva ao segundo texto, a minha velha “amiga” ansiedade tem dado as caras não apenas à noite e sim, em doses homeopáticas diariamente; levando-me a pensar a quão insuficiente eu possa etar sendo para as pessoas a minha volta e principalmente para mim mesma. Sinto-me (hm… seria esta a palavra?! Não sei…) fora do eixo! E isso é bem frustante.
    Ele não me fazia bem, portanto o deixei ir, afoguei-me na minha própria escuridão/ na minha crise existencial e fiquei lá recolhida e tentando descobrir o porquê de ser tão insuficiente para ele a ponto de trair-me. No fim, redescobri-me e continuo a fazer tal coisa e percebi que era o contrário, mas -infelizmente- ainda se tem resquícios desta relação, um deles: a falta de confiança em mim mesma por vezes.
    O último tópico leva-me a fazer um certa ligação com o primeiro, porquê raios temos de agradar aos outros e esquecermos de nós?! Sendo que no fim raramente o alguém que queremos agradar em questão vai estar satisfeito e somente vamos pouco a pouco no sabotando.
    Enfim… Desculpa o desabafo e a frustração, não sei se sou apenas eu que falo ou meus próprios “fantasmas mentais”.
    Abraço apertado e até logo! 💙

    1. De facto, a ansiedade é um mal que atinge imensas pessoas. Ainda não consigo lidar com ela corretamente também. Custa imenso.

      Quanto ao teu ex-namorado, acredito piamente que te seja difícil aceitares-te ainda mas acredita que isso é um passo que demorará ainda algum tempo. Levei 17 anos até entender-me e a aceitar-me. São necessárias várias lições para de facto, aprendermos a aceitar o nosso corpo e o que somos. Apesar de tudo tenho a esperança que conseguirás em breve reconquistar essa tua confiança.

      Beijinhos. 💙

  5. Obrigada pelo teu comentário no meu blog. <3
    Gosto muito do blog da Bruna Vieira, cada vez que o visito passo um monte de tempo lá porque tem textos tão maravilhosos que nos fazem pensar e ajudam em algo. Beijinhos!

    http://www.asofiaferreira.com

    1. É mesmo. São mesmo textos que requerem muita reflexão. Beijinhos 😘

  6. Não conhecia os textos, tenho que lê-los pela enorme mensagem que transmitem.
    Nunca sofria de ansiedade, no entanto, comecei a senti-la na idade adulta.
    Beijinhos 🙂

    1. Todos nós iremos passar por essa fase infelizmente. Beijinhos 😘

  7. Não conhecia nenhum dos textos e o que me chamou mais à atenção é o da ansiedade! Já estou muito melhor, mas ainda tenho que melhorar mais 🙂

    Um beijinho!*

    1. O da ansiedade é mesmo incrível! Cada vez mais tenho. Tenho de melhorar isso. Beijinhos 😘

  8. Gostei imenso das tuas palavras.
    Por vezes , vivemos com a pressão de ser bons em tudo aos olhos alheios que nos esquecemos das pequenas coisas que nos fazem felizes !

    Continua ! https://mygentlemanside.blogspot.pt

    1. É mesmo! Não deveria ser assim. Beijinhos 😉

  9. Não conhecia nenhum deles, confesso, mas fiquei curiosa com o da ansiedade que tive de ler. Como tu nunca identifiquei-me tanto com um texto o:

    Beijinhos

    1. É mesmo um texto que super nos identificamos. Beijinhos 🙂

  10. E claro que vou ler, pelos temas maravilhosos que aí aparecem 🙂
    Beijocas linda
    http://www.pirilamposemarte.com

    1. Deves mesmo. Beijinhos 😘

Deixe uma resposta