Expectativa x Realidade: Ser Mãe

Olá meus amores! Primeira colaboração do blog e do ano. Espero conseguir trazer-vos várias, de maneira a que fiquem a conhecer outras bloggers que merecem todo o reconhecimento do mundo.

A primeira parte da colaboração de hoje é com a querida Daniela do blog Dezassete. Visto que, e quem a segue sabe bem, já é mãe do Tuquinha de 11 meses, e como quero muito ser mãe, a escolha foi simples. Por isso mesmo, trago Expectativas vs Realidade. 😅 As expectativas foram escritas por mim e as realidades pela Daniela.


Expectativa: Antes de mais eu sempre quis ser mãe. Há uns anos para cá que esse sonho se intensificou cada vez mais. Uma das coisas que eu acho é que só vou ter enjoos até aos 3 meses de gravidez. 😂

Realidade:  Eu por exemplo tive enjoos até ao 4º mês e foi horrível! Lembro-me tão bem que passei um dia inteiro agarrada à sanita, mas depois descobri uns comprimidos maravilhosos que ajudaram imenso. Mas por exemplo tenho pessoas da família que nunca enjoaram e outras foi até ao final 😱.

Expectativa: Eu acho que vou ter imenso sono e que conseguirei aproveitar para dormir muito na gravidez, sem quaisquer problemas.

Realidade: Dormi imenso durante a gravidez, acho que começou a ficar mais difícil a partir do 8º mês. Mas é bom que aproveites (risos).

Expectativa: Sempre que eu penso em ter aquela barrigona, eu penso “vou ficar linda com ela!”. Acho que a gravidez dá uma certa beleza e por isso mesmo acho que vou me sentir linda, mesmo tendo barriga enorme e um tanto de estrias.

Realidade: Durante a gravidez nunca liguei à barriga, sinceramente sentia-me na mesma por ser pequenina, por exemplo a Maria Vaidosa tem a barriga muito maior do que eu tive xD. As estrias para prevenir é cuidar da pele com muito óleo.

Expectativa: Eu de há 1 ano para cá que desejo muito ser mãe de MENINO. Não é por não gostar das meninas mas é uma coisa inexplicável pois sempre que eu olho para um e ele me olha, bate logo aquele feeling de que terei um. Eu acho que ser mãe de menino é bem mais fácil pois eles não são tão “dramáticos” e não fazem tantas birras quanto as meninas.

Realidade: Parecendo que não, são mundos diferentes e acho que as birras nem é por aí que todos fazem. Mas por exemplo acho mais fácil mudar uma fralda a uma menina do que a um menino (risos).

Expectativa: O parto é das coisas que me dá medo mas ao mesmo tempo sei que ele tem de vir ao mundo de qualquer forma: quer seja parto normal ou cesariana. Caso seja parto normal a recuperação é um tanto melhor que a de cesariana (é meio que óbvio) porém se eu não puder ter normal, a cesariana terá de ser feita. Aí eu já disse ao Tiago que eu queria ver eles me cortando, tirando o bebé, todos os passos, sabes? Apesar de ele me chamar louca! Eu sempre penso que: bebé nasce, eles trazem para o meu colo, dou mama e só depois eles o levam. Acho que por ser a primeira vez que terei um filho, eles (hospital/médicos) vão respeitar isso.

Realidade: Sobre a cesariana não sei de nada porque comigo foi parto normal, mas posso-te dizer que assim que ele nasceu colocaram-no logo no meu peito foi mesmo um momento único.

Expectativa: Caso seja cesariana penso que sairei do hospital já andando normalmente e chegarei em casa podendo cuidar do bebé tranquila, sem muitas dores. 😅

Realidade: Se isso acontecer é excelente!

 

Espero que tenha gostado do post! 💙 E um grande obrigada à Daniela por ter aceitado a colaboração, por todo o carinho e atenção. 😍 A segunda parte virá em breve, não se preocupem. Para lerem o post da Daniela — aqui

Share Button
  1. […] uma colaboração. Poderão encontrar o primeiro post dela, no qual eu dei a minha contribuição aqui. Enquanto nestes posts é uma expectativa vs realidade sobre ser vegetariano, no blog dela é sobre […]

  2. Muito obrigada por esta colaboração querida, nem sabes o quanto significa para mim. Adorei o resultado e as fotos que escolheste são tão amorosas *-*
    Estou ansiosa pela segunda parte :b

    Beijinhos <3

    1. Obrigada eu! 💙 Beijinhos

  3. Talita Paschoal says: Responder

    Fico imensamente feliz pela parceria, tu mereces isso e muito mais, a cada dia consegues colher bons frutos com este teu projeto que começou (podemos assim dizer) no “fundo de uma garagem” e pouco a pouco tem se tornado uma “mansão” ! Repito: TU MERECES E MUITO!!! 👏👏👏
    Até eu que te falavas que não pensava muito na ideia de ser mãe, estou a querer ser, porém sei que ainda não se é o momento! 😉
    Não sou mãe, mas sou tia de um menino e madrinha de uma menina; o meu sobrinho é um vompleto pestinha e travesso, se é bue difícil colocar a fralda nele; já com a minha afilhada no começo se era bem fácil, mas como tudo comigo tem de ser o contrário, ela não fica quieta quando vou pôr- lhe a fralda, já com minha mãe e minha cunhada parece um anjo. Acho que o problema é apenas comigo, mesmo!
    Aqui no BR, a cesarea pode ser filmada, mas ver nenhuma mãe (no ato) consegues pois ela tem de estar totalmente imobilizada da contura para baixo e apenas fazer força para facilitar o nascimento! Infelizmente, cesarea tem um período de resguardo bem maior, geralmente, 90 dias, já o normal consegues sair tranquila no mesmo dia. :\
    Bjs! 💜

    1. Cá resguardo são de 40 dias na cesariana. Espero ter normal. Se não tiver paciência. Não posso é não amamentar. Aí sentiria-me muito mal. Eu já cuidei de meu primo que no princípio era uma criança super meiga (quando foi criado pela minha avó) mas depois ele foi criado pelos avós do outro lado e descarrilou. A minha avó mudava-me a fralda sem qualquer problema. E ela me ensinou do mesmo jeito. Não tinha qualquer esforço. Vais ser uma excelente mãe também mana! Beijinhos ❤️

  4. Amei esta colaboração! Acho que é bastante diferente e dá a sensação de estarem numa conversa. Parabéns 🙂

    r: Muito obrigada *.* também eu. Acho mesmo que foi das melhores coisas que fizeram na televisão portuguesa

    Beijinhos

    1. Obrigada querida! Era mesmo isso que pretendíamos. Beijinhos ❤️

  5. Colaboração mais querida de sempre! Super descontraída e realista, adorei! Um grande beijinho *

    1. Muito obrigada querida! Beijinhos <3

  6. Que ideia tão engraçada Carolina! Espero que consigas realizar o teu desejo de ser mãe, posso afirmar que despertou mesmo o melhor de mim 🙂 Bem vou responder com as minhas realidades ehehe
    1 – Nunca tive nem um enjoo, nada de nada. Foi uma gravidez super tranquila.
    2 – Sim, tanto sono! Durante toda a gravidez. Cheguei a ir dormitar para o carro na hora de almoço porque não me aguentava em pé no escritório ahahah . A Matilde é uma dorminhoca e o máximo que acordei durante a noite foram 2 vezes logo nos primeiros dias\meses. A partir dos 3 meses começou a dormir a noite toda e muito raramente acorda durante a noite. I’m lucky I know 😉
    3 – A gravidez dá-te uma “luz” diferente. Ficas mais radiante. O cabelo brilha, a pele brilha, o sorriso brilha. Até aos 5\6 meses a minha barriga mal se notava. Tive uma barriga grande só no último mês. Estrias não tenho, aliás tenho, mas as poucas que tenho são de antes da gravidez 😉
    4 – Quando era mais nova queria muito um menino, mas de há uns tempos para cá, decidi que queria muito uma menina e quando descobri que estava grávida tinha a certeza que era menina. Só tinha nome e decoração do quarto pensados para menina! Isso das birras é relativo, acho que todas as crianças as têm, quer sejam meninos ou meninas. Dramatismo é com a Matilde, não é uma bebé birrenta mas tem expressões muito dramáticas ahahaha (mas isso o pai dela também tem ;))
    5 – Eu não quis pensar no parto até ao..dia do parto! Tinha uma paranóia grave de morrer durante o parto, pelo que preferia não pensar nisso! Foi parto normal e não senti absolutamente nada porque estava suficiente anestesiada com a 2ª dose de epidural! Nasceu, colocaram-na no meu peito, deram-na ao pai e só depois no recobro é que dei de mamar pela primeira vez. Quanto à recuperação? 4 horas depois do parto estava fresca e fofa a falar com as enfermeiras e a mexer-me sozinha como se não tivesse acontecido nada! Já vai fazer 1 ano…:O
    6 – Não quero ser desmancha prazeres mas…todas as recuperações de cesariana que ouvi até hoje são penosas e demoram algum tempo. Mas isso, depende de cada mulher, não é verdade?

    Beijinho
    Claudia

    1. Fico feliz por teres gostado. 🙂 Pois já ouvi boas histórias sobre a cesariana e más. Infelizmente no nosso país quase sempre são más. Mas que seja o que Deus quiser. Tens sorte dela dormir bastante. Eu não sei se o futuro bebé irá ser tão dorminhoco como os pais. Obrigada por teres compartilhado as tuas realidades. Beijinhos <3

  7. *suficientemente anestesiada 😉 <3

  8. Gostei imenso desta vossa ideia! Muito engraçado ver a tua perspectiva e a realidade da Daniela, que gosto tanto. Queria era saber mais sobre o parto dela, isso assusta-me tanto! xD

    1. Muito obrigada querida. <3 Isso do parto só ela te poderá dizer. Beijinhos

  9. Eu não sou mãe, mas suponho que o labo bom compensa o que pode existir de mau. Beijinho

    1. Exatamente. Quase sempre é assim. Beijinhos

Deixe uma resposta