O equilíbrio entre a mente e o corpo

Enquanto respondia a alguns comentários no post, em que falei dos anos em que desejei outro corpo deparei-me com algo muito importante. Nisto de falar de aceitação e experiência há várias fases, que não ficam tão bem explicadas quanto gostaríamos, daí um texto apenas não dizer tudo o que temos para contar. Por isso mesmo, decidi trazer-vos um mais de apoio e não da história por trás do meu corpo. Comecemos então com o mais importante…

É extremamente importante haver equilíbrio

A mente é uma arma muito poderosa e por vezes é ela que dificulta todo o processo de aceitação. Como sabem o psicológico dificulta imenso a nossa autoestima. É ele que “manda” no que consta a gostar ou não, aceitar ou não, aprovar ou reprovar e por isso mesmo, há que treiná-lo da melhor forma, a que possamos saltar uns passos bem chatinhos, nesta longa caminhada. Há que ter em atenção que se têm depressão e ansiedade os passos ainda são muitos até chegarem à fase de treinamento, anteriormente mencionada. Contudo, não fiquem pensando “não irá resultar para mim” porque vai e tenho dicas para quem está a passar por essa fase (eu já passei e continuo a passar e estou aqui, aceitando o que sou).

O equilíbrio também é um processo demorado que necessita de imenso tempo e treinamento, mas acima de tudo é preciso acreditarem mais em vocês e nas vossas capacidades. É difícil alcançá-lo, mas não é impossível de conseguir. Têm ao dispor yoga, meditação, músicas relaxantes, hipnose e uma data de exercícios para poderem exercitar a mente. O detox mental é uma prática super comum nos dias de hoje, pois descartamos aquilo que não é importante e deixámos a nossa mente mais “leve”.

Mas como conseguem chegar ao equilíbrio?

Não há bem uma forma especificada, visto que depende imenso de pessoa para pessoa. As vivências são diferentes e esse “clique” nem sempre vem quando necessitamos. Ele vem no momento certo. Contudo, podem começar por ter a consciência que nem tudo é mau; há sempre alguma coisa boa num dia mau; há sempre algo a agradecer todos os dias. Há que saber balançar também que o vosso corpo não tem culpa se são vocês que tratam dele. Se o alimentarem sempre de fast food ele nunca será como desejam e não é justo colocarmos as culpas no corpo, se somos nós que fazemos as escolhas erradas. Ninguém está a dizer que não podem comer fast food, mas sim que comam com moderação e de vez em quando. Aprender que podemos comer de tudo, desde que seja moderadamente e que não há mal nenhum nisso, é muito complicado. Porém, acredito piamente que irão conseguir.

Outra coisa que comecei a fazer durante o processo de aceitação foi agradecer em vez de pedir. A gratidão é algo importante, mesmo que achem que não o é. Quando sabemos agradecer por tudo o que temos – mesmo que achem que não têm nada -, a vida flui melhor e o resto vem também.

Acima de tudo saibam que o equilíbrio é como um meio termo. É o meio termo entre os 8 e os 80. Conseguimos treinar o nosso cérebro para isso, mas acima de tudo temos de acreditar que iremos conseguir. Caso contrário, esqueçam.

As energias negativas também dificultam

Que a negatividade sempre foi uma barreira, disso não trago-vos novidade alguma. Ela sempre irá dificultar, mas apenas se deixarem que isso aconteça. Rodeiem-se de good vibes e de pessoas que vos inspirem, pois só de presenciar a energia positiva vinda delas ficamos contagiados pelas mesmas, entendem? Pelo menos, comigo sempre funcionou assim. Se têm alguém que só diz disparates e que vos faça rir, não se sentem alegres, naquele momento? Não ficam com a percepção de que o resto do dia correu melhor, devido àquele café com o melhor amigo? Por isso mesmo, libertem-se de pessoas tóxicas e prefiram apenas, as que vos incentivam a ser melhores, de dia para dia; aquelas que querem ver-vos bem e felizes.

Lembrem-se que uma mente doente sempre irá achar que o corpo não é suficiente

Gostaria de dizer que é mentira, porém estaria a mentir-vos. Se não tiverem o tal equilíbrio, entre corpo e mente, sempre irão achar que a culpa é do corpo, que ele não é bonito, nem o que merecem. Mas afinal o que merecem?! Um corpo de revista? Esses existem no mundo da edição e do Photoshop. Sejam reais, pelo amor de Deus! Sejam vocês! Apreciem o que têm! O vosso corpo é perfeito sim! Ele é perfeito pois é vosso, é único e tem o prazer de estar vivo! Deveríamos sentir-nos gratos por o termos! E o que fazemos na maioria do tempo? Maltratamos o mesmo, julgamos, chamamos nomes, entre as demais. Desta maneira, não chegarão a lado nenhum. E sim, estou a ser dura e insensível, porém eu passei pelo mesmo e gostaria que tivessem-me dito isto, com esta frontalidade, a ver se entendia de uma vez por todas a dádiva que tinha!

Concluindo, é um processo demorado, porém é reconfortante quando finalmente ficamos em paz por dentro e por fora. Até lá lutem, acreditem e tudo vai dar certo!

A primeira fase da cura é acreditarem nela.

Share Button
  1. O equilíbrio é mesmo o nosso grande aliado neste processo de aceitação – seja em relação ao nosso corpo, seja em relação a outro tema qualquer. Porque é ele que nos permite orientar as nossas ações pelos motivos certos. Se a nossa mente não estiver limpa e desprovida de qualquer negatividade, será extremamente difícil conseguirmos valorizar qualquer um dos nossos feitos. Aliás, iremos encará-los sempre como se fossem insuficientes, quando, muitas vezes, foram uma conquista imensa.
    Não é, de facto, um caminho único, dicas infalíveis que possamos seguir à risca. Em muitos casos, corremos o risco de entrar numa espécie de tentativa-erro, mas o mais importante é não desistirmos e percebermos o que é que funciona connosco.

    Excelente texto, minha querida!

    Beijinho grande <3

    1. Exatamente. Até chegarmos ao ponto em que dará certo, serão muitas as tentativas e erros que irão marcar a nossa caminhada e é assim que deve ser. Muito obrigada querida! Beijinhos 😘

  2. r: É muito bonita *-*
    Já não tenho palavras para ele. É mesmo incrível!

    Muito, muito obrigada, minha querida 😀

    1. É mesmo! Beijinhos 😘

  3. AHAHAH e sei muito bem o quão difícil é controlar. Há horas em que não dá mesmo e os olhos ganham uma vida nova ao fazerem rolling eye xD
    Fiquei estupefacto por haver mais gente a comer a sopa daquela forma ahah nunca pensei 😛
    Obrigado, meu bem <3

    Eu acho que este equilíbrio surge primeiramente quando estamos predispostos em gostar de nós e a aceitar como somos; quando tentamos mudar uma ou outra em prol de nós! O princípio é e será sempre o de nos sentirmos bem connosco próprios!

    NEW DECOR POST | WHAT YOU SHOULD NOT MISS IN THE BATHROOM 😀
    InstagramFacebook Official PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me 😀

    1. É mesmo! A sério? Pensava que não havia assim tantas.

      Exatamente. Não poderia concordar mais. Beijinhos 😘😘

  4. Gostei do texto porém não entendo muito isso da mente e do corpo mas acho que a Yoga ė um.bom exercício.
    Nos e na minha opinião por vezes somos bastantes pessimistas porque vivemos ou encaramos com pessoas tóxicas ė difícil por vezes afastar dessas pessoas mas por vezes é melhor afastar mesmo dela. Só assim teremos paz interior. Beijinho

    1. Podes até ter de conviver com ela todos os dias, mas não te podes deixar influenciar pelo seu “veneno” e má onda. Beijinhos 😘😘

  5. Gostei imenso de ler este post, e revejo-me nisso!!
    Depois de ter sido mãe o meu corpo não voltou ao que era e isso para mim continua a ser um grande choque, por custa-me olhar ao espelho e ver pela roupa que não é o que eu vestia. Mas o positivo é que tenho o menino mais lindo deste mundo!! Mas ainda tenho muito trabalho pela frente para voltar a gostar de mim

    Um beijinho,

    1. Acima de tudo, tudo começa na tua cabeça. Basta treinares ela para isso. Depois o corpo volta a ser como era se te esforçares e tornares outros hábitos alimentares para naturais. Tudo vai dar certo! Beijinhos 😘

Deixe uma resposta