Há quem prefira acreditar em mentiras

Que na blogosfera todos sabem as verdades e as escondem, já não trago novidade alguma, mas que continuem a acreditar em ilusões/mentiras e dizendo as mesmas de forma a que os próximos bloggers ou até mesmo os leitores acreditem, acho que é demasiado. Há que por um chega nesse caminho.

Reparei que quando alguém diz a verdade, já não merece ser acompanhado.

Que sempre disse a verdade no meu blog, também não é novidade nenhuma (peço desculpa, mas as novidades são sempre poucas por aqui), e sendo que este é um espaço só meu, onde posso escrever e debater as ideias em que acredito, tenho o direito de as expor e também de dizer as verdades que muitos escondem. E foi isto que se passou no post em que disse mesmo que não iria retribuir comentários de bloggers que só cá viessem com a intenção que fosse ao blog delas/es, retribuir o “favor”.

Foi um post em que muitas leitoras (sem serem bloggers) elogiaram-me a coragem para tocar neste assunto e até mesmo bloggers. Sendo que já estava à espera de uma reação de revolta por parte de algumas pessoas, e já me tinham avisado que algo iria passar-se por conta disso, as views caíram em pico. Tudo bem. Não me importei. Como já disse: posso ter só uma pessoa a cá vir, mas se esta está suficientemente à vontade para ler o que escrevo e por ventura comentar, então já sinto que fiz o meu dever.

Não fiquei triste. Comentei com a tal pessoa o sucedido e foi exatamente à conclusão de sempre que chegamos: a verdade custa a ser engolida. Mais simples é escondê-la e fingir que nada acontece e nada aconteceu. Acreditar em mentiras confortáveis, em vez de enfrentar de frente a realidade é o que a maioria das pessoas faz. Se querem seguir o rebanho das que continuam a mandar areia pros olhos e a fingirem que nada se passa, estão também no seu direito. Contudo, não é a mim que vão atirar ou tentar fazer-me acreditar em ilusões estúpidas e sem cabimento algum.

Há bloggers que nem merecem este título.

Mais uma vez, as views vão descer? Vão. Paciência. Doa a quem doer. A mim nem me faz uma comichão. Há quem se diga blogger sem o ser. Escreve por escrever, coloca fotografias num post, comenta noutros posts com “adoro, beijinhos” o adorável link do seu blog e espera deliciosamente por um comentário grandinho no seu post de outfit (por exemplo) e nem faz questão de responder à pessoa porque enfim, acha-se a/o maior.

Aprendam que números não é tudo. O contacto com as pessoas é sim algo que devemos priorizar, dar atenção e agradecer. Há posts que tomam-nos imenso trabalho e nem um comentário temos. Ficamos tristes? Na maioria das vezes ficamos, porém se os que comentaram mostram nas suas palavras que definitivamente leram o que escrevemos, então temos o dia ganho e passamos à frente.

Posso ter poucas views hoje. Amanhã. No próximo ano. Podem achar que “não publica há um mês, não volta mais” e eu voltar com mais uma verdade. Cada um tem o seu espaço; tem o mesmo direito que os outros de cá estar na blogosfera e mostrar o que gosta, o que sente, o que escreve; de tentar fazer-se ouvir; de dizer as verdades.

Se pudesse dar algum conselho a quem vai entrar ou pensa em entrar neste mundo é que fiquem. Se vão entrar, entrem para ficar. Para fazer a diferença. Não sejam mais um/a. Façam-se ouvir pelo que melhor sabem fazer. Sejam criativos, digam a verdade, não acreditem em ilusões. No fim, não é os números que contam, mas sim as pessoas que conseguimos alcançar e atingir com as nossas palavras. E isso é o que nos faz ficar, dia após dia; de ano a ano; enquanto nos fizer sentido continuar.

Não deixem que ninguém vos diga o contrário!

Share Button
  1. Concordamos contigo Carolina.
    O que nos leva a ter um blog é a paixão pela escrita. Se gostamos de saber que alguem nos lê e que nos acompanha? Claro que sim. Mas não é o nosso principal objetivo.
    Parabéns pelo teu texto e que a verdade permaneca sempre.

    Cumprimentos,
    Os Piruças
    http://www.ospirucas.blogspot.com

    1. Precisamente. Se tiver alguém a ler ou a comentar é um plus. Beijinho e obrigada 🤗

  2. Sou nova aqui é tenciono ficar.
    Gostei bastante das verdades que escreveste, apesar de ainda não me ter identificado nelas, em certa parte.
    Não desistas e tens aqui uma leitora nova.
    Força.
    Beijinhos,
    Cláu.

    1. Muito obrigada ☺️ Beijinhos

  3. A verdade magoa, porque grande parte das pessoas não está preparada para a ler/ouvir. E isso não faz qualquer sentido. Nem é coerente!
    Como referiste e bem, cada pessoa tem o seu ritmo e os números não são tudo. De todo! Se só andam aqui porque têm ou querem muitos comentários/visualizações é porque algo de errado se passa. Claro que é gratificante chegar a uma publicação e perceber que houve mais pessoas a lê-la e a comentá-la, mas isso não deve ser o nosso foco. O nosso foco deve, sim, ser sempre o conteúdo e a verdade com que o trabalhamos.
    Sinto que, infelizmente, falta empatia e respeito pelo outro. Não temos que gostar todos do mesmo. Até posso gostar muito de determinado blogue e não me sentir tentada a comentar uma partilha que fez recentemente. Isso não é grave, até porque passa tudo por uma questão de identificação. Grave é comentar só para dizer que está feito, só para mostrar que estamos aqui e queremos atenção. Independentemente de encararmos este meio como algo profissional ou como lazer, há sempre trabalho de base. Houve tempo da nossa vida investido ali, acho que é extremamente desagradável ignorar isso só para partilhar um link…

    Beijinho grande, minha querida <3

    1. Não poderia ter dito melhor. Há que valorizar essas pessoas que vêm só porque gostam do conteúdo e sentem-se à vontade para comentar. Os restantes, não dou tanta importância assim. Beijinhos 🤗

  4. Acho que cada um é livre de fazer o que quiser com o seu blog 😉

    1. Totalmente.

  5. Aplausos. Muitos aplausos por isto! Podes ter perdido tantos outros… Nós por exemplo fomos atraídos pela tua verdade. Será sempre assim! Não percas a tua essência!

    1. Muito obrigada! 🤗 beijinho

  6. A verdade dói! Isto é fato. Muitas vezes é preferível engolir duramente a verdade do que viver nas mentiras confortáveis. Pois uma hora, as mentiras vão embora e a verdade aparece, doa a quem doer e a pancada será muito maior.
    Adorei o seu post. Virei fão do seu blog

    Beijos <3

    1. Exatamente. Nem todos pensamos da mesma forma. Depois terão de se contentar com as pancadas que eram tão evitáveis. Beijinhos e muito obrigada 🤗

Deixe uma resposta