Aceitar que nos elogiem a mente e não o corpo

Há tempos que havia uma grande controvérsia dentro de mim quanto a elogios, muito mais quando estes se dirigiam ao meu corpo ou à minha pessoa em geral. Com todas as mudanças comecei a analisar melhor os meus comportamentos em determinadas situações.

Corpos há muitos. Uns mais magros, outros mais gordos (não iria usar o diminutivo e quem se ofender por isto, peço desculpa), outros tatuados, uns com piercings, com cicatrizes, estrias, uns até com mais músculo do que outros. Todos eles são diferentes e por o serem, são especiais. Na maioria das vezes, esperamos ouvir sempre um elogio como “és linda, o teu corpo é incrível, tens um bom r***”, etc. Por vezes, isto também é a nossa falta de auto-estima a falar mais alto. Querermos os meus elogios que aquela determinada pessoa diz a outras, é querer ser igual, é querer pertencer a um padrão imposto pela sociedade que todos nós tentamos combater, dia após dia. É por causa deste mesmo padrão que se alguém me dissesse “tens uma imaginação muito fértil”, ainda que soubesse que era genuíno da parte do outro e que verdadeiramente se tratava de um elogio, não me contentava. Agradecia, por educação, e descartava, injustamente. Todos os elogios, quer sejam a nível de corpo ou de mente, deveriam ser suficientes; deveriam fazer-nos sentir orgulhosos por aquilo que somos.

E verdade seja dita, mandar um elogio de corpo é sempre bem mais fácil e constantemente o fazemos nas redes sociais. Vamos descendo o feed, vamos vendo uma ou outra foto, comentamos “és linda” e pronto. O elogio está lá, foi feito, foi genuíno e provavelmente a pessoa do lado de lá irá sentir-se contente por isso. Contudo, imaginemos que comentamos, tendo em base uma legenda ou não, “de dia para dia, vejo claramente que estás mais feliz e mais orgulhosa de ti”, acham que a pessoa vai-se sentir igualmente contente, mais ou irá descartar? Provavelmente, irá pensar que realmente andamos atentos às suas expressões e possíveis legendas, irão sentir-se felizes por terem um comentário diferente dos habituais. Já pensaram nisso?

Não é um “és gost***” que irá fazer-te feliz. Só a apreciar o teu corpo. Provavelmente, nem leu a legenda que fizeste sobre o esforço que foi chegar a este ponto. Buscar conforto e felicidade em elogios tão comuns como estes, em que dizemos da boca pra fora, em que nem conhecemos a pessoa, nem as suas qualidades, não fará de ti ou de mim mais feliz. Irá contentar-te sim, naquele momento em que a tua auto-estima está um farrapo.

Pior é quando esperamos que aquela pessoa especial nos dê um elogio comum. Se ela nos der um a nível emocional iremos descartar como sempre. Não deveríamos. Não devemos. Há que mudar este aspecto. E a culpa não é dos outros. É tua. É minha. Não precisas que te elogiem o corpo, quando sabes que este é bonito com todas as suas imperfeições, mas sim que te elogiem o quão és incrível, independente, lutador/a.

As tuas qualidades não são todas físicas, porque os elogios deveriam sê-lo?

Share Button
  1. Acho que a pergunta final resume tudo! É fundamental, em primeiro lugar, estarmos bem connosco, porque só assim conseguiremos apreciar os elogios da melhor maneira [como tudo]. Além disso, não nos deixamos iludir, nem caimos na tentação de considerar que não somos suficientes, apenas porque não realçaram determinado aspeto. Somos – e seremos sempre – muito mais do que um corpo. E os elogios devem seguir esse pensamento.

    Beijinhos <3

    1. Totalmente. Deveríamos pensar mais vezes assim, mas nem sempre é fácil e esse “click” também não vem nas horas certas. Beijinhos 😘

  2. Adorei o post e a reflexão princesa 😀
    Beijinho grande*

    https://w-m-mind.blogs.sapo.pt/

    1. Muito obrigada querida. Beijinhos 😘

  3. Olá Carolina.
    Antes de mais, quero muito agradecer pelo teu comentário no meu blog (: .
    Estou a adorar o teu blog e já me perdi aqui nos teus posts a ler e a adorar. Já marquei aqui para te seguir.
    Obrigada (;

    1. Olá Daniela! Muito obrigada! Fico feliz por teres gostado de ler-me. Beijinhos 😘

  4. eu concordo inteiramente contigo! eu gosto tanto quando alguém comenta que estou diferente ou que viu algo diferente em mim, não só “estás linda”. claro que um elogio todos gostamos não é?! mas é sempre bom dizer algo mais e isso eu tento fazer sempre que comento!

    1. É mesmo querida. Era ótimo se todos conseguíssemos colocar isso em prática. Beijinhos 😘

  5. r: Verdade, ainda não terminou (mas está quase). Muito, muito obrigada. Enche-me o coração ler isso *-*

    Fica sempre a sensação de que há algo incompleto

    Hesitei muito antes de a partilhar, mas agora sinto que fiz o mais acertado. Até porque também tenho crescido imenso a relê-la e a reescrevê-la.

    No fundo, quis criar um casal modelo (para mim), mas sem o tornar irreal. Ainda assim, infelizmente, há quem não saiba valorizar as pessoas e o amor.

    Owwwn *-*

    Essa era outra das minhas preocupações: demonstrar que a vida avança. É claro que o processo de luto será diferente de pessoa para pessoa, mas não é o facto de se seguir em frente que anula tudo o que se viveu. Além disso, não é esse continuar que desrespeita a memória do outro. Desde que as coisas sejam feitas com consciência e sem segundas intenções, não há qualquer mal em seguir

    Não tens nada que pedir desculpa. Agradeço, de coração, todo o cuidado que tiveste ao ler cada capítulo. Significa imenso!

    Seria interessante se, hoje, tivesse uma amizade que tivesse começado naquelas circunstâncias, mas não :p efetivamente, bebi de um copo que não era o meu, mas foi do da minha melhor amiga ahahah

    Parece que entramos numa realidade alternativa, porque não conhecemos o passado daqueles locais, mas é impossível não imaginarmos todos os motivos

    É um artista que admiro imenso e tem sido interessante acompanhar o seu percurso. Adoro a Slowly 😀

    Sim, infelizmente, há quem a diga só por dizer!

    Beijinho grande, minha querida <3

    1. Ainda bem que partilhaste. E sinto imensa pena por ter durado tão pouco. Anseava ainda muito mais deste casal ou do que podia se anteceder após a Constança ler a carta. É uma pena, mas ainda assim, gostei imenso da história. Foi adorável e não irei conseguir esquecê-la nunca. Beijinhos e obrigada! 💛

  6. Sem dúvida… e creio que os looks de viagem pedem muito isso 😀
    Sim, e ele é caso disso. Tanto ele quanto as outras pessoas que fui conhecendo nessa mesma noite. Vim de coração cheio. De verdade 😀
    Vou tentar retratá-lo na próxima semana, se tudo correr bem 😀

    Não podia estar mais de acordo em relação ao que escreveste. É fundamental gostarmos de nós para darmos valor ao que nos dizem e não “descartarmos injustamente” como referes. Tal como referi no vídeo de domingo, as pessoas cada vez menos valorizam a essência por, precisamente, pensarem que o que conta são os elogios exteriores… mas somos tão mais do que isso 😀
    E, sim, orgulho-me imenso da pessoa em que te estás a tornar. De verdade :’)

    NEW REVIEW POST | L’ÓREAL: WAKE UP & GLOW BONJOUR NUDISTA.
    InstagramFacebook Official PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me 😀

    1. Preciso mesmo estar atenta, para o ver/

      O exterior é apenas um detalhe. Há tanto mais a elogiar numa pessoa. Oh, fico tão feliz por saber isso. Muito obrigada Miguel! 💛 beijinhos

  7. Muito bom, parabéns! Adorei o que li ❤️
    Beijinhos querida

    1. Muito obrigada. 😁

  8. Concordo muito com a tua reflexão. Não somos, de todo, apenas um corpo e portanto, convém dar importância também a elogios que não sejam do fórum físico (são os meus favoritos 🙂 ).
    Beijinho

    https://www.trendsandfashionblog.pt/

    1. E deveriam ser os favoritos de mais pessoas, pois são os mais genuínos. Beijinho 😘

Deixe uma resposta