A adolescência

Olhei-me no espelho e desejei ser outra pessoa qualquer. Ou até parecer-me com as tais raparigas das revistas. Porque tinham elas a cintura tão fina e a barriga lisa?

Durante anos me questionei o porquê de não conseguir ser como elas. Questionei o porquê de ter sido eu a mais feia quando todo o mundo ao meu redor era mais bonito que eu. O que eu não sabia era que isso nem era o ponto mau da adolescência.

À medida que vamos crescendo, vamos encarando novos problemas e nem sempre temos as soluções imediatas. A gravidade dos obstáculos e até a dificuldade, vão aumentando a passos largos e chegamos a um ponto em que nos perdemos, desesperamos e não chegamos a lado nenhum. É normal. Agora sei que o é.

A adolescência guardava-me inimigos e muitos obstáculos para me por à prova. Tive muitas vezes quase não saindo deles viva, porém no fim, depois de cada batalha, encarava-a de forma diferente e via o quão simples a mesma era. O grande defeito do adolescente é pensar que tudo é o fim do mundo. Perder uma ficha é o fim do mundo. Acabar o namoro já é motivo suficiente para nos suicidarmos. E não é assim a vida real. Ela é bem pior. Consegue entrar dentro de nós e destruir-nos em meros segundos. E se não estivemos preparados, é rezar pela morte, na certa.

Para os adolescentes atuais, tudo é desculpa para morrer, não querer ir mais à escola, desejar desaparecer. E eu entendo. Juro que entendo. Eu já sofri tudo isso na pele. Já pensei do mesmo jeito. Contudo, há reviravoltas na vida que nos deixam no topo e nos deixam na amargura e na solidão. Um dia somos adorados, no outro dia somos odiados. Faz parte. Pelo menos, acredito que assim o seja.

Com as reviravoltas aprendemos a ver o mundo de forma diferente. E várias outras irão acontecer e te aperfeiçoar de tempo a tempo, até te tornares na melhor pessoa que podes ser. Há quem nem passe da fase da adolescência por sua própria culpa. Há quem passe mas não enfrente as adversidades da vida e se torne um inútil sem escrúpulos. Há de tudo nesta vida. E só depende de ti escolheres. As decisões são sempre tuas. És tu quem escolhe o teu futuro, és tu que o plantas e cultivas. Se cultivares o bem, colherás bem, se plantares o mal, colherás o mal.

Cabe-te única e exclusivamente a ti, a decisão que mudará para sempre o rumo da tua vida. Não faças como eu: não demores muito tempo a decidir, senão alguém decidirá por ti.

Share Button
  1. Quando somos adolescentes fazemos uma tempestade num copo de água e por vezes reflecte imenso no nosso futuro, é certo que algumas vezes olhamos para o passado e até achamos piada. A vida da voltas e voltas e não sabemos o que esperamos, temos que viver de cabeça erguida :b
    Mais uma vez um excelente texto <3

    Beijinhos

    1. Exatamente! Agora olho para trás e penso “como pude pensar que ao fazer isto iria ser melhor?!”. Há coisas que temos de passar por elas. Fazem parte da vida e farão parte de nós mais tarde. Obrigada querida 😍 Beijinhos

  2. Como nunca passamos por determinadas situações, acabamos por vivê-las de uma forma muito mais intensa. E isto tanto pode ser bom, como pode ser mau. Acredito que à medida que vamos crescendo, vamos aprendendo a relativizar certas questões. E já não nos demoramos em determinados momentos de sofrimento. Contudo, isso leva tempo.
    Excelente reflexão!

    1. Tudo leva tempo. Mas também não devemos nos desesperar ao primeiro obstáculo. São vários os erros que vamos cometer na vida, e são várias as batalhas que teremos de sobreviver todos os dias. É inevitável e faz parte, tal como a adolescência. Obrigada querida ❤️ Beijinhos

  3. r: Sem dúvida! E no momento até pode parecer que não, mas depois vamos aprender que foi uma vitória

    1. Pois é! Nem sempre perder tem um mau significado. ☺️😌

  4. Obrigado, linda 😀
    Este ano ainda não comprei nada de especial nos saldos 🙁

    Sem dúvida que, hoje em dia, olho para trás e reparo que algumas das minhas atitudes e decisões na adolescência foram mal tomadas, a todos os níveis. No entanto, tenho consciência que, naquela altura – pelo menos -, faziam sentido, mesmo sabendo que hoje em dia teria uma melhor consciência!
    Ótimo texto, como sempre!

    1. Eu só comprei as camisolas de resto, nada.

      Exato. Naquela altura fazia imenso sentido toda a dor ou até as decisões que tomávamos. Hoje, já crescemos e amadurecemos o suficiente, acreditamos que iríamos pensar de forma diferente e agir de outra maneira. Mas o que já fizemos está feito, agora só as lições nos marcam. Beijinhos ❤️

  5. A adolescência é sempre uma fase complicada, recheada de mudanças e de sentimentos confusos. No entanto, penso que com uma boa orientação, poderá ser uma boa fase de aprendizagem.

    Excelente texto, com um retrato perfeito do que é esta fase e como é vivida.

    Beijinhos :*

    1. Exato!! Infelizmente nem sempre temos uma boa orientação. Obrigada! Beijinhos

  6. Adorei o texto, parabéns! Bem me lembro de como era difícil lidar com tudo sem pensar que o mundo iria acabar e que eu não conseguiria fazer isto ou aquilo. Agora é tudo tão mais simples e racional.

    Um grande beijinho*

    1. Todos nós passamos por fases assim. Afinal a adolescência é composta por várias lições para que um dia consigamos controla-las e fazer com que haja solução para problemas que antes achávamos que não tinham solução. Obrigada. <3 Beijinhos

  7. Avatar Talita Paschoal says: Responder

    Faz tempo que cá não venho, btw, teus textos continuam maravilhosos e trazem imensa reflexão.
    De certo que àquilo que colhemos é fruto do que plantamos, passamos por tantas coisas na adolescência que apenas pensamos “já deu, já chega, não mais aguento sofrer” e na fase adulta ainda temos algumas recaídas, o que se é bastante normal, afinal somos humanos e se tem um momento que pensamos que a morte é a melhor solução. Quando deixaremos totalmente de pensar assim?! Creio, eu, que nunca.
    Mas o pior (acho eu) de tudo na adolescência é que os outros pensam que tudo, em sua grande maioria. senão toda , feito por nós (adolescentes) se é para chamar atenção de algures! (WTF?! ) Quando na verdade, apenas queremos braços abrigos para nos aconchegar e desabafar, receber e passar ( às vezes, mais aquele do que este) conhecimento e aprender novas coisas.
    A má educação dos pais também influencia muito em nosso comportamento, há familiares que quando veem os filhos a fazer algo de errado, dão- lhes logo porrada, isso é certo?! ÓBVIO QUE NÃO! Quando na verdade, basta apenas que tenham um pouco de paciência e expliquem com calma e de modo firme o porquê de não podermos fazer aquilo ( a coisa errada em si). Mas nesse caso também temos de contar com a educação passada para eles e outros multifatores. :\
    Hoje em dia, olho para as besteiras que fiz no passado e penso “vcs ficam ai e eu bem aqui, vcs me servem de lição para não mais cometer os mesmos erros e tentar ser melhor daqui pra frente.”
    Obrigada pelo momento de reflexão, Carol! 💜

    1. Infelizmente todos nós já pensamos em desistir alguma vez na nossa vida. Há dias que o que mais queremos é desaparecer e está tudo bem. É normal. Há dias de explosão e se não houvessem era porque algo estava errado. Cada vez mais, os pais têm menos paciência e dão logo para as mãos das crianças telemóveis e aparelhos electrónicos para assim não os ouvirem. É errado? É! E muito! Eles ficam muito mais aborrecidos, aprendem coisas que nem deveriam aprender com aquela idade e depois nunca mais podemos fazer nada. A adolescência é uma grande fase na nossa vida, e devemos levar os ensinamentos dessa altura para a vida toda. Olhando para trás, podia ter feito tanta coisa de outra forma, mas também nada me garante que estaria hoje ao lado de quem estou, e tão madura como agora. Obrigada pelo teu apoio mana! Fiquei muito feliz com o comentário! 💙 Beijinhos

Deixe uma resposta