Links: Sou bonita ou sou feia?

Olááá meus queridos! Como vão? Mais uma vez, trago links maravilhosos para refletirem. Espero que gostem. 😍

1. Casada aos 20, e aí? – The Bosslady

Encontrei este post por acaso e de facto, identifiquei-me imenso! As pessoas geralmente julgam muito as outras que casam mais cedo e geralmente dizem sempre “deve ter casado porque está grávida”, mas nem sempre é porque a noiva está grávida! Isto irrita-me tanto! 😑 Parece que só porque alguém casa cedo, está grávida, ou está a casar para amarrar o rapaz. Pelo amor de Deus! De facto, a sociedade precisa de evoluir e urgentemente! 🙏🏻

2. Um anjo efémero – Floresta de Memórias

Há imenso tempo que adoro os textos da Cassy Frost. Sempre lia no Wattpad e nunca me arrependi! Escritos com emoção e com coração, nos fazendo sentir e refletir em tudo o que já fizemos e o que podemos fazer. Simplesmente incríveis! Fiquei imensamente feliz de ela ter seguido o meu conselho e ter feito um blog. ❤️

Este texto, por sua vez, lembrou-me da minha avó paterna (acreditem, sempre me lembro de alguém ou de algo quando leio os textos dela), que infelizmente já não está no mundo dos vivos. 😔 Quase nunca a via. Até hoje não sei o que ela gostava, o que detestava, a sua comida favorita, ou as suas histórias de família.

Com a minha avó materna tudo foi diferente. Sei as histórias todas que ela passou, muitas lições de vida, ela brincava comigo (coisa que a minha avó paterna não fazia), passeávamos juntas e eu ia para todo o lado com ela. Gostava de ter tido tempo para fazer tudo isto com a minha outra avó.

Nós damos tudo por garantido, que nos esquecemos que o tempo não pára e é um grande inimigo nosso. Ele passou e ela já cá não está. Se pudesse voltar atrás, faria tudo diferente, mas como não posso, só tenho remorsos. Por isso, aproveitem tudo o que têm agora, porque amanhã podem não ter. Abracem os vossos avós com força, digam-lhes que os amam, levem a festas que eles nunca foram, façam uma viagem com eles, riam e ouçam novamente todas as suas histórias (eu nunca me canso de ouvir pois sempre tem algo que a minha avó esquece-se de dizer da primeira vez, e na segunda ela já diz, é normal) e vão ver que naquelas horas irão ser muito felizes, porque os avós são (quase sempre) muito amorosos e queridos. E quando o tempo decidir que a hora deles chegaram, não terão remorsos como eu.

3. Mulheres não choram – Floresta de Memórias

Este é daqueles textos que me fazem ver que foram “feitos para mim”. Lembro-me, como se fosse hoje, de todas as vezes que tive de engolir o choro, de quando me batiam porque eu não parava de chorar e de quando proferiam “se não parares de chorar, vais chorar a sério!”.

Cresci com medo de ser aquilo que verdadeiramente era: sensível. Meu progenitor sempre me mostrava que eu tinha de ser dura, insensível, “como os rapazes” (atenção, que não acho que os rapazes sejam todos insensíveis, até porque tenho um noivo que é sensível e não é por isso que é homossexual okay?) e ao crescer com isso, e com todas as outras coisas que se passaram, eu engolia o choro, o máximo que podia. Não chorava na frente de ninguém. Aguardava tudo, durante todo o dia, e quando chegava ao meu quarto, onde era suposto eu dormir, eu chorava a noite toda, acabando por me matar devagarinho, mais uma vez.

Foram muitas noites assim. Até que o Tiago apareceu e me mostrou que eu podia chorar o quanto quisesse, que eu tinha de ser sensível pois estava sendo dura com todos ao meu redor, feito pedra de gelo. Quando temos alguém que nos abrace de verdade, que saiba ouvir nossos desabafos, que saiba enxugar nossas lágrimas sem nos ameaçar de bater, aprendemos que podemos sim chorar! E não somos sexo fraco por causa disso!

4. Sou bonita ou sou feia? os malefícios da falta de confiança na imagem corporal – Dias de Uma Princesa

Incrível que com o passar dos anos, a autoestima das pessoas está cada vez mais baixa. Sei bem que é possível destruir uma auto-estima em 2 segundos! É possível, acreditem! Quando ouvimos de alguém próximo que somos bonitas, o normal é acharmos que elas como nos conhecem não nos querem magoar.

Várias vezes perguntava-me se era feia. Sofri imenso por pensar que era, por olhar no espelho e criticar tudo o que via. E o problema que tinha nos dentes só piorava aquilo que eu sentia. Eu pensava que ninguém poderia amar-me com o corpo que tinha. Mas acreditem, um corpo magro e “bonito” não é sinal de felicidade, tal como um corpo com mais curvas não é sinônimo de infelicidade e de sermos feias/os.

A sociedade onde vivemos ainda tem os padrões de “gordos são feios” e não deveria ser assim! Eu meio que ultrapassei isso! Há dois anos, quando meu mundo caiu, e eu vi os estragos que tinha tanto no meu corpo como a nível psicológico, encarei as estrias, encarei a barriga grande e os seios que pareciam ter duplicado e falei “tudo bem”. Pela primeira vez, eu achava que estava ficando louca por dizer apenas “tudo bem”. A imagem por fora, já não me preocupa tanto. Preocupa-me a minha saúde (e é por isso mesmo que tenho de perder peso, para o bem da minha saúde), o que eu sinto, o que penso, e mesmo ouvindo dos meus progenitores “estás gorda/ estás horrível/ não me digas que vais casar com esse peso?!”, por mais que a minha autoestima bata no fundo e volte a subir, eu sei que eu sou linda! Do jeito que sou! E quem não gosta? Não nasci para agradar ninguém! Se não agrado meus próprios pais, imaginem as pessoas de fora! 😀

Nunca pensem que são feias! Porque aquelas que veem nas revistas não são tão felizes quanto nós imaginamos que somos! E não deixem de fazer o que querem por causa do peso, nem deixem de vestir algo porque mostra as vossas curvas (por mais que não gostem delas) e não deixem de ser as pessoas que são por causa de outras! Querem perder peso? Percam, mas porque a vossa saúde está em primeiro lugar e não porque querem ser bonitas! Para mim ser bonita é ter bom coração, é ter coragem para fazer aquilo que os outros criticam! Portanto deixem esses preconceitos de lado e sejam felizes no corpo que têm!

Share Button
  1. Avatar Cassy Frost says: Responder

    Ahhhhh…. Wow… Lá vinha eu ligar o telemóvel depois de outro dia igual aos outros (que me deixou cansada física e mentalmente) e vinha aqui ao blog tentar relaxar um pouco e tu vens com uma surpresa destas! Carolina, tu matas-me! O meu coração não aguenta tanta emoção! Obrigada, a sério. O meu coração velhinho agradece.

    Posso mandar um recado ao Tiago? Se sim, é para o felicitar por ainda ser humano, coisa que pouca gente consegue ser hoje em dia. Pensam que os heróis têm que ter super poderes ou usar as cuecas por fora das calças (Super-Homem) mas bastava tentarem ser humanos e já eram heróis de verdade.

    Tens razão no que toca às super modelos que aparecem nessas revistas. Muitas começam a ter sérios problemas com drogas…. Haverá algum motivo? Não sei, mas talvez não gostem da vida que levam e a drogas conseguem fazê-las sentir-se melhor…..Não sei, só uma hipótese 🙊

    1. Awwn minha querida tudo mereces!! Era impossível ler um texto teu sem que o partilhasse! Claro que podes mandar um recado, os que quiseres😍. É mesmo! Há pessoas sendo humanos hoje em dia. Mais parecem monstros. É mesmo! Já vi umas que eram pele e osso. Muitas delas têm anorexia e bulimia, tudo por causa da seu trabalho. Infelizmente, quase todas as pessoas que têm problemas e metem-se nas drogas. Beijinhos 😘

      1. Avatar Cassy Frost says: Responder

        Muito obrigada!

        Ai….como estão enganados…. Ok, admito, eu também uso drogas,mas são diferentes! A vida está a ser complicada e não tenho escapatória, o que faço, então? Uso “drogas” aka *rufar de tambores* livroooos!!!!! É tão bom ler um bom livro! É como cair em outro mundo! No final, tem o mesmo efeito das drogas: fazem-te esquecer os problemas por tempo limitado e ficas com problemas de saúde (quando levantas o pescoço surge aquela dorzinha… então imagina com o passar da idade, para não falar dos olhos……😳)

        Obrigada por tudo

        1. De nada! ❤️ Todos nós temos algum vicio. O teu é os livros. Eu também sinto essa dor mas é de tar muito tempo no telemóvel 😩 e como tenho óculos dói me ainda mais os olhos.

  2. Avatar TheHappiness35 says: Responder

    Concordo em totalidade o que disseste no primeiro tópico! É o caso de minha mãe que se casou pela primeira vez aos 17 anos, e a nossa PRÓPRIA TIA, NOSSO SANGUE, disse que ela estava a se casar correndo pois estava grávida ; pois pronto, esta mesma tia “pagou com a língua “, pois a filha dela se casou grávida! E minha mãe teve seu primeiro filho aos 24 anos.
    Já eu não penso em me casar, não é algo que planejo ou tenho tanta vontade de fazer; mas se uma rapariga queres se casar cedo é pois ela decidiu, certo?! E o que os outros têm a ver com isso?! EM ABSOLUTO, NADA! 😉
    Os textos de “cassy frost” são mesmos muito bons; neste caso “anjo efémero ” me fez lembrar de um assunto do qual pouco falo e poucos sabem… :\
    Pois, chorar faz mesmo bem a alma, mas é algo que pouco faço, e quando o faço me arrependo de ter feito, pois não me acho digna de chorar. É um pensamento estúpido, eu sei… :\
    Eu já vários transtornos alimentícios, não achava meu “eu-existencial” bonito de modo algum e isso me acarretou muitos maleficios, até hoje não consigo por roupas que mostrem muito o meu corpo não só por conta deste fatores que falei a pouco mais também por um bem pior que estes… :\

    1. Exatamente! As pessoas não têm nada a ver se vai casar grávida, se não vai, tudo isso diz respeito ao casal. O Tiago apesar de ser bem mais velho que eu, odeia pessoas que casem grávidas (sabe-se lá porquê, mas acho que é da forma como foi educado) e se eu casasse grávida ele teria o maior desgosto (ele próprio me disse), até a amiga dele que vai casar grávida ele logo falou que não queria ir ao casamento por causa isso, achava uma vergonha. Enfim. Chorar faz muito bem! E todos somos dignos de chorar, mesmo que aches que não és, tu és! E um dia, vais chegar a essa conclusão. Já me tinhas falado mais ou menos disso das roupas, mas nunca compreendi. Acho que devemos vestir o que gostamos e se acharmos que nos fica bem, os comentários alheios ou outras coisas quaisquer, ficam de lado. Beijinhos 😘😘

  3. Avatar TheHappiness35 says: Responder

    Não é por conta do que os outros falam, é algo que aconteceu há bastante tempo! Eu não dou atenção ao que os outros falam sobre minhas roupas, quem me dera se fosse este o verdadeiro motivo! 🙁

    1. Oh. 😔

  4. Avatar SabrinaGSoares says: Responder

    Não vejo o porquê das pessoas comentarem tanto sobre aqueles q casam cedo! Elas não têm nada a ver com isso! Se eles estão felizes e preparado, então q casem! Ninguém tem de dizer nada sobre isso
    O q vc falou me fez lembrar da minha avó paterna tmbm, q mora em outro estado, e eu só vejo ela nas férias. Eu a amo muito, e tento aproveitar sempre q estou com ela, já q ela é bem velhinha…
    Moro com a minha mãe e minha vó materna, e a amo tanto quanto a outra <3
    O texto de "mulheres não choram" foi tenso pra mim, não porque eu tive pais q me impediam de chorar, mas sim porque, por alguma razão q até mesmo eu desconheço, sempre achei que não deveria chorar na frente dos outros. Quando pequena era outra coisa, pois era criança e tudo mais, mas com o tempo fui achando que chorar era algo que demonstrava minha fraqueza perante as durezas da vida, e que eu simplesmente não estava pronta para o mundo se continuasse assim. Sim, eu sei que chorar é importante, mas acho que sou um tanto hipócrita ao falar q todos os outros tem esse direito menos eu? Bem, talvez seja pq eu simplesmente não queira dividir minhas angustias com os outros, já q algo em minha cabeça me diz q eles não vão ligar, mesmo eu sabendo q há pessoas q se importam comigo, meu cérebro não processa isso, e é algo horrível.
    Nunca tive problemas com meu corpo, mas minha mente sempre parece instável e bagunçada. O constante sentimento de que devo fazer mais me persegue, e mesmo quando tento um pouquinho, ele apenas diz q não foi suficiente. Faço o q gosto, falo com pessoas q amo, mas esse sentimento não me deixa quando me encontro pensando em coisas aleatórias.
    Queria q meu cérebro parasse com isso por um minuto, q meus sonhos me trouxessem coisas felizes, mas até mesmo eles são agitados, e tento achar neles as mensagens que não consigo codificar, mas é tudo bagunçado e confuso.
    Acho que falei demais, mas eu precisava disso…
    Amei a postagem Carol, me fez pensar um pouco <3

    1. Infelizmente as pessoas dão opiniões desnecessárias sobre tudo e mais alguma coisa. 😩
      Sei bem. A minha avó materna é bem da minha frente que ela mora. Porém a outra, quase nunca a via. E dói saber que não estive tão presente quanto gostaria.
      Eu também já fui assim: de pensar que não era bom eu chorar para que não vissem minhas fraquezas. Agora choro bem mais. Mas não em qualquer lugar, ainda não consigo demonstrar que sou “fraca” a certas pessoas. Mas um dia a gente habitua.

      Que bom que gostaste!! ❤️❤️

Deixe uma resposta